Livro traz vida e obra do quadrinista paulistano Marcatti

Biografia tem lançamento dia 20 no Rio

Por O Dia

Rio - Para os fãs de rock e heavy metal, o paulistano Francisco Marcatti Jr. — ou simplesmente Marcatti — marcou presença na história do quadrinho brasileiro por ter feito capas para o Ratos de Porão. Em sua biografia, ‘Marcatti — Tinta, Suor e Suco Gástrico’ (Ed. Marsupial, 80 págs., R$ 25), o autor Pedro de Luna, que lança o livro no dia 20, às 18h, na Livraria Cultura do Centro, o exibe como um criador obsessivo, misterioso e independente.  

Marcatti%3A obra impressa em casa (acima%2C e livro no destaque)Divulgação


“O cara é, sozinho, uma editora”, espanta-se Pedro. “Outro dia ele desenhava um catálogo de carros antigos, com um traço que nem era o típico dele. E o próprio Marcatti iria diagramar e imprimir. Quando vai vender os gibis dele, leva um estande que ele mesmo construiu, e passa lá de 15 em 15 dias para repor estoque. O cara funciona como o marketing e o comercial dele mesmo!” 

Marcatti começou a desenhar nos anos 70 e, apesar de ter criado projetos especiais para editoras e empresas, passou a imprimir em casa todo o seu trabalho, com uma máquina off-set. E sempre apostando numa arte punk, repleta de escatologia (suas revistas têm títulos como ‘Lodo’ e ‘Mijo’), mas sempre em traços infantis, lembrando os do quadrinista espanhol Francisco Ibañez, criador da dupla de detetives Mortadelo e Salaminho. 

“Por atuar em todo o processo de produção, Marcatti se tornou um cara controlador. Tanto que o único problema que tive foi que ele se arrependeu de ter falado algumas coisas e queria mudar tudo”, brinca Pedro, com quem Marcatti foi bastante sincero em suas reclamações a respeito do mercado editorial. 

O livro de Marcatti faz parte da série ‘Recordatório’, criada pela Marsupial, com biografias de nomes do quadrinho brasileiro em formato de bolso. Ivan Saidenberg e o italiano naturalizado brasileiro Primaggio Mantovi, ambos ligados ao universo dos quadrinhos Disney, ganham também suas biografias pela coleção. Os títulos são, respectivamente, ‘O Homem Que Rabiscava’ e ‘O Mestre de Estilo Versátil’. 

“Pegamos nomes importantes que nunca tiveram biografias publicadas. Temos outros lançamentos programados, e o primeiro é um livro sobre o Moacy Cirme (1943-2014), grande pesquisador das histórias em quadrinhos”, diz Lucio Luiz, dono da Marsupial.

Últimas de Diversão