‘Guia das Séries’ vai dos anos 80 à novidade ‘Game of Thrones’

Os seriados e todas as suas curiosidades em almanaque

Por O Dia

Rio - As jornalistas Priscilla Harumi e Vana Medeiros já perderam a conta de quantas vezes ficaram acordadas assistindo a várias séries. E nem contabilizam os terabytes de episódios baixados para poder escrever o ‘Guia das Séries’ (Ed. Évora, 264 págs., R$ 79,90), almanaque no qual resumem e contam histórias sobre mais de cem seriados famosos lançados dos anos 80 para cá.

A seleção inclui campeões de audiência como ‘Seinfeld’, ‘Breaking Bad’, ‘Sex And The City’ e clássicos como ‘Friends’, ‘Lost’, ‘Gilmore Girls ‘ e ‘Anos Incríveis’. O Brasil está acostumado com séries de TV (nacionais, inclusive) desde os anos 60, mas Priscilla e Vana focaram a pesquisa em itens mais recentes. “Pegamos séries que nos marcaram. E, além disso, os 80 viram a entrada da TV a cabo no Brasil”, diz Priscilla. “Foi quando o gênero se tornou mais popular no país”, completa Vana.

FriendsDivulgação

Cada série é destrinchada no livro, com direito a enredo, personagens, canais em que foram exibidas (muitas passam até hoje na TV aberta, como ‘Big Bang Theory’, da Warner, na grade do SBT). Curiosidades sobre as séries não faltam, como o fato de os pedaços do avião no qual estavam os habitantes da ilha de ‘Lost’ (e que caiu, dando origem à história) terem sido usados como percussão na execução da trilha sonora. Ou as frases e expressões originadas de seriados, como o “yadda yadda yadda” (uma adaptação do “blá blá blá” dos quadrinhos, em ‘Seinfeld’).

E sim, sucessos recentes como ‘House of Cards’ e ‘Game Of Thrones’ estão lá. O verbete dessa revela que o ator brasileiro Lino Facioli, de 13 anos, que vive o Robin Arryn, tem permissão para assistir apenas às próprias cenas, por causa do excesso de nudez e sexo na série.

SeinfeldDivulgação

As autoras têm séries preferidas (“a primeira na qual me viciei foi ‘Gilmore Girls’”, revela Priscilla). E cenas inesquecíveis. “O final da terceira temporada de ‘Lost’, em que Jack (Matthew Fox) grita para Kate (Evangeline Lilly): ‘We have to go back!’, e os fãs se dão conta de que os sobreviventes deixaram a ilha”, aponta Vana. Aliás, depois de tanta pesquisa, dá para arriscar uma explicação sobre o que faz uma série “pegar”? “O personagem tem que ser sólido”, afirma Priscilla. “Ele tem que ser bom o suficiente para prender a pessoa na tela, assim como cinema é puramente a história”, diz Vana.

Últimas de Diversão