Por daniela.lima

Rio - Conhecida por canções que falam de seus relacionamentos, a cantora americana de indie rock Sharon Van Etten viu sua carreira dar um salto com o terceiro disco, ‘Tramp’ (2012). Com um álbum mais recente na bagagem, o também elogiado ‘Are We There’, ela se apresenta pela primeira vez no Rio na quinta-feira, no Imperator, em mais uma empreitada do projeto Queremos. 

A cantora Sharon Van Etten pretende dar um tempo nas turnês Laura Crosta / Divulgação


“Eu estou tão empolgada! Ir ao Brasil, inclusive como turista, é incrível. Ir e mostrar minha música aos meus fãs, então...”, conta Sharon, em entrevista ao DIA.

A primeira vez dela por aqui talvez seja a última chance de ver a cantora por um bom tempo, por sinal. “Depois de junho, quando acaba a turnê, não quero ter nada planejado por um ano. Quero ficar em casa. Só preciso de um break da estrada, uma pausa. Mas claro que sempre vou fazer música”, revela a cantora. “Quero voltar a estudar. Penso em fazer psicologia, quero entender a dor, ajudar as pessoas.”

De certa forma, Sharon já ajuda os fãs de alguma forma, com suas canções confessionais com as quais tanta gente se identifica. “A música ajuda todo mundo, em diferentes níveis”, acredita ela. “As pessoas me pedem conselhos, mas não tenho a menor ideia do que responder (risos). Não sou terapeuta. Mas espero que a minha música os ajude a passar por momentos difíceis, como tantas músicas já me ajudaram”, diz. 

Apesar do tom melancólico de boa parte de suas canções, ela faz questão de frisar: “Eu não sou triste. Porque sou capaz de exorcizar esses demônios, colocá-los em canções. Na verdade, eu sou muito feliz e vivo fazendo piadas”, garante Sharon.

Ela também garante que a exposição de sua vida amorosa não deixou nenhum ex chateado. “Escrevo sobre relacionamentos de forma muito natural. Mas não tem raiva envolvida”, diz.

Outra coisa que anda rondando a cabecinha da cantora e compositora de 34 anos é a vontade de formar uma família. “Claro que penso em ter filho, estou na casa dos 30, estou tentando me descobrir. Não quero pensar em mim dando de mamar em uma van entre um show e outro.”

Você pode gostar