Vladimir Brichta volta ao cinema em duas produções que estreiam amanhã

Outra obra, 'Real Beleza', marca o reencontro em cena com sua mulher, Adriana Esteves

Por O Dia

Vladimir Brichta e Adriana Esteves estão juntos em ‘Real Beleza’Divulgação

Fortaleza - Nenhuma brecha na agenda foi desperdiçada por Vladimir Brichta nos últimos dois anos. Entre uma temporada e outra de ‘Tapas e Beijos’, da Globo, ele aproveitava para investir em outra aposta: voltar a fazer cinema. “Quis me desafiar”, dispara ele, que aparece no telão bem diferente do cômico Armani que interpreta há quatro anos na série. O resultado das horas extras de Brichta pode ser definido com o título do filme que estreia amanhã, ‘Muitos Homens Num Só’. Pois daí por diante ele dará vida a muitos personagens até o próximo ano.

Na animação ‘Minions’, com estreia marcada também para amanhã, ele realizou um sonho antigo de fazer dublagem. Mas foi em ‘Real Beleza’, exibido esta semana na mostra competitiva de longas-metragens do 25º Cine Ceará, em Fortaleza, que a realização veio duplicada. Além de concretizar uma antiga vontade de ser dirigido por Jorge Furtado, o filme marca seu reencontro no set com a mulher, Adriana Esteves, após uma década. 

“Começamos a namorar em 2003. Na época, tínhamos acabado de fazer novela juntos. Depois passamos dez anos sem contracenar”, lembra-se Brichta, que fez um acordo com Adriana antes das filmagens no Rio Grande do Sul. “Combinamos que não discutiríamos muito sobre o que estávamos fazendo no quarto. Decidimos que guardaríamos segredo sobre o que faríamos no set, para nos preservar”, lembra-se.

A dupla sabia que a trama pedia não só a intimidade que tinham conquistado na vida, após o casamento. Era preciso também uma boa dose de surpresa para Vladimir e Adriana convencerem o público na pele de João e Anita. Ele, como um fotógrafo em busca de uma nova modelo. Ela, como esposa de Pedro (Francisco Cuoco) e mãe da adolescente escolhida para assinar contrato com o mercado fashion (Vitória Strada). Porque a real beleza buscada pelo protagonista pode até ser representada por Vitória no filme, como o próprio título sugere. Mas é pela mãe da moça que o fotógrafo se apaixona. 

“Havia uma expectativa em relação a esse reencontro, porque após dez anos eu continuava admirando a Adriana como atriz. Mas eu não era mais o mesmo ator, nem ela era a mesma atriz. E tem outra coisa: não importa você ter intimidade e paixão por uma pessoa se no set isso não acontece. Teríamos que reencontrar isso”, explica ele, que viu no filme outras oportunidades também.

A primeira coisa que o atraiu em ‘Real Beleza’ foi a admiração e vontade de trabalhar com Furtado. A segunda, os temas abordados pela trama. “Tem uma passagem muito importante com o Cuoco em que o personagem dele e o meu discutem o conceito do que é belo. Acho que existe muita beleza na juventude, assim como na maturidade. Só que existe dor na maturidade também. Eu não me acho menos bonito agora, mas sinto dor no ombro, na coluna...”, brinca o ator. “Vivemos em uma era midiática e somos cada vez mais estetas. Associamos muito a beleza a um padrão estético. Mas outras coisas me fazem sentir belo, como ser reconhecido pelo meu trabalho”, reflete ele, que se sentiu atraído a encarnar João ainda por um terceiro motivo. 

“Venho fazendo comédia por muito tempo na televisão. O grande público me conhece muito por isso. Não queria fazer no cinema algo muito similar ao que eu já venho fazendo”, diz ele. Não é que o ator esteja cuspindo no prato em que comeu. Ele garante que deseja se aventurar em projetos diferentes, sem fechar as portas para o gênero. Tanto que, dos filmes que espera lançar até o ano que vem, dois são os dramas ‘Real Beleza’ e ‘Muitos Homens Num Só’, de Mini Kerti, em que vive um ladrão famoso no Rio do século passado, e os três longas restantes são histórias baseadas no humor. 

No próximo semestre, estreia ‘Um Homem Só’, de Cláudia Jouvin, onde Brichta faz par romântico com Mariana Ximenes. “É uma comédia que mistura uma história de amor com ficção científica”, adianta. Para o início de 2016, ele faz uma participação em ‘Vai Que Dá Certo 2’. Além de ‘Minions’, animação em que ele e Adriana Esteves emprestam a voz ao casal de vilões Scarlet e Herb Overkill.

“Achava que tinha nascido para dublagem. Imitava várias vozes em casa! Aí fui fazer um teste, achando que ia tirar de letra. Só que dei com a cara na porta duas vezes e decidi desistir disso completamente”, revela. “Dessa vez, chamaram a Adriana e, uma semana depois, me chamaram também — e passei!”, comemora o ator, que logo lembrou do filho. “O Vicente, nosso filho de 8 anos, adora os Minions. Então, achei que valeria a pena por ele também. E foi o maior barato mesmo!”

Últimas de Diversão