Rebecca Ferguson: a figura feminina mais forte dos filmes 'Missão Impossível'

Atriz sueca concedeu entrevista exclusiva ao O DIA

Por O Dia

Rio - Em algum dia de maio de 2014, Rebecca Ferguson estava sentada sobre um camelo em uma região desértica do Marrocos — ela participava de uma das cenas da minissérie bíblica ‘A Tenda Vermelha’, ainda inédita no Brasil. Seria mais uma situação normal de gravação se não fosse por um detalhe: naquele instante, um assistente de produção lhe avisou que seu celular estava tocando. Ela pegou o aparelho e recebeu a boa notícia: a atriz havia sido escolhida para o principal papel feminino de ‘Missão Impossível: Nação Secreta’ — quinto episódio da franquia protagonizada por Tom Cruise, que chega hoje aos cinemas do Brasil.

Rebecca Ferguson: 'Vinte e quatro horas depois de receber o convite, já estava em Londres. Não tive nem tempo para ficar nervosa'Divulgação

“Vinte e quatro horas depois daquele telefonema, já estava em Londres reunida com o Tom e Chris (McQuarrie, diretor) para conversarmos sobre como seria a abordagem para o meu personagem no filme. Foi tudo tão rápido que nem tive tempo para ficar nervosa”, relembra Rebecca, em entrevista exclusiva concedida ao jornal O DIA.

A atriz sueca de 31 anos disse que, desde o primeiro encontro, a estrela hollywoodiana tratou de desarmá-la. “É claro que há toda essa ideia de ‘grande astro’ ao redor de Tom — boa parte dela criada por esse circo que se forma em torno dele. Mas ele foi uma pessoa normal comigo. Não houve nenhum escudo, nenhum estrelismo. Tom foi apenas ele mesmo e esteve ao meu lado durante todo o tempo para me ajudar. Sem mencionar que ele é um homem muito engraçado. Mesmo em algumas cenas tensas, eu não conseguia parar de rir. Foi bom demais trabalhar com ele.”

O resultado dessa colaboração é visível na tela. Talvez em nenhum outro episódio da série uma personagem feminina tenha recebido tanta atenção do roteiro e representado tamanha importância para a resolução da trama quanto a Ilsa Faust vivida pela atriz — uma espiã sueca treinada pela inteligência britânica para fazer um jogo duplo entre a Impossible Mission Force (IMF), equipe liderada por Cruise, e o Sindicado, grupo de criminosos dedicado a destruí-la. Rebecca tem quase o mesmo tempo de tela de Cruise — a atriz está ao lado dele, inclusive, nas cenas de ação mais impressionantes, como nas sequências de luta e na extensa perseguição de motocicletas que acontece na metade do filme. Para encarar tudo isso, durante 45 dias ela teve de ser submetida a um pesado programa de condicionamento físico.

“Antes de começarem as filmagens, a produção me levou para uma academia. Lá, encarei um treinamento bem intenso — eram seis horas por dia, seis dias por semana. Tive aulas de artes marciais, fiz exercícios em geral, além de sequências pesadas de pilates. Foi muito duro, mas essencial porque tinha que estar em minha melhor condição física para sobreviver a um filme como este. Além disso, eu, que sempre sofri de vertigem, fiz saltos em queda livre de mais de 35 metros. Depois deste filme, altura é uma coisa que deixou de me assustar”, afirma.

Rebecca já era apontada como um nome em ascensão em Hollywood. A atriz chamou a atenção em ‘Hércules’, lançado no ano passado e protagonizado por Dwayne ‘The Rock’ Johnson, e também na minissérie ‘A Rainha Branca’.

Prova desse crescimento poderá ser vista em 2016, quando ela estrelar o drama ‘Florence Foster Jenkins’, ao lado da três vezes vencedora do Oscar Meryl Streep, e dirigida por Stephen Frears.

“Vai ser um contraste incrível: pular de um filme de ação tão sofisticado quanto ‘Missão Impossível’ para uma produção que se passa na década de 1940 e trata de uma cantora de ópera que não conseguia cantar. Mal posso esperar”, finaliza.

Últimas de Diversão