'Missão Impossível 5' é o melhor episódio da série de filmes

Longa traz os elementos que consagraram os episódios anteriores, só que melhor desenvolvidos

Por O Dia

Rio - Filmes de espionagem possuem gramática particular — uma série de situações conhecidas que ajudam a contar uma história dentro desse gênero. Essa condição pré-existente estabelece duas possibilidades de abordagem narrativa: trilhar um caminho mais fácil, pavimentado por clichês, e assim entregar um produto morno, ou utilizar esses elementos para oferecer uma produção superior. Por sorte, ‘Missão Impossível: Nação Secreta’ pode ser incluído com muita facilidade na segunda categoria.

Tom Cruise na sequência da perseguição de motocicletasDivulgação

É preciso deixar claro, logo de início, que a quinta aventura protagonizada por Ethan Hunt (Tom Cruise) talvez seja o melhor episódio da série desde o filme inaugural, dirigido por Brian De Palma no agora distante ano de 1996. Se não oferece o mesmo apuro estético do realizador do original, o diretor e roteirista Christopher McQuarrie cria uma trama bem mais eficiente para mostrar de forma clara a abrangência e a força dos personagens que compõem a Impossible Mission Force (IMF), que neste filme se vê forçada a enfrentar o Sindicato — uma organização com agentes tão bem treinados e motivados e cujo objetivo principal é destruí-la.

O filme traz os elementos que consagraram os episódios anteriores, só que melhor desenvolvidos: cenas de ação complexas, um sabor internacional por conta das locações em países variados, o roteiro que leva a uma ameaça global e as necessárias doses de humor e ironia. Tudo isso unido à melhor presença feminina da história da série — a agente Ilsa Faust, interpretada pela atriz sueca Rebecca Ferguson — e à utilização do infalível tema original, de Lalo Schifrin, utilizado em vários momentos da produção. Belo gol do senhor Cruise.

Últimas de Diversão