Ricardo Cota: os cem anos de Francis Sinatra

Francis Albert Sinatra, por essas e outras, chega aos cem em plena forma

Por O Dia

Francis Albert Sinatra%2C por essas e outras%2C chega aos cem em plena formaReprodução

Rio -  Em 12 de dezembro, ele faria cem anos. Mas como aguardar até lá para dar início às comemorações do centenário de Francis Albert Sinatra, a mais famosa personalidade artística do século 20? Os franceses não contiveram a ansiedade e em junho promoveram grande mostra apresentada na Cinemateca francesa. O mesmo fizeram os americanos, ocupando o Lincoln Center, em Nova York, com uma luxuosa exposição dedicada ao cantor.

No Rio de Janeiro, a Cinemateca do MAM também se antecipou e até o dia 6 de setembro exibe a mostra ‘A Voz no Cinema’, com mais de 30 filmes de Sinatra além de uma pequena exposição com cartazes, objetos e ingressos raros de shows do cantor, como o antológico para 140 mil pessoas no Maracanã.

Além da oportuna homenagem, o que esses eventos proporcionam ao o público é a possibilidade de entender por que Sinatra tornou-se Sinatra. Não bastasse o conjunto de timbre, técnica e entonação vocal, a serviço de um repertório absolutamente espetacular, Sinatra soube como poucos artistas utilizar os veículos de comunicação para promover e preservar seu talento através do século.

Nos anos 40, tornou-se ‘A Voz’, espalhando seu canto pelas ondas radiofônicas e assumindo a condição para as solitárias americanas da voz ao longe dos soldados que partiram para a Segunda Guerra Mundial. Na mesma década, lançou-se no cinema. Como bem observou o professor da Universidade de Columbia, Richard Peña, em palestra proferida na abertura da mostra carioca, Sinatra já chegou ao cinema famoso. E não deixou que isso impedisse uma carreira de êxitos como ator, que levaria ao Oscar por ‘A Um Passo da Eternidade’.

Na década de 60, Sinatra esteve na televisão, num show em que absorvia e se credenciava junto às novas tendências, como Elvis Presley, representante do rock, gênero que detestava. Até a morte, ‘A Voz’ enfrentou o desafio de não sair da moda e nos anos 90 gravou a série ‘Duets’ usando os mais modernos recursos tecnológicos, praticamente sem sair de casa. Sempre buscando estar na batida do seu tempo, Francis Albert Sinatra, por essas e outras, chega aos cem em plena forma.

Últimas de Diversão