Casamento, prisões e mortes no último capítulo de 'Babilônia'

Final trágico para as vilãs Beatriz e Inês

Por thiago.antunes

Rio - Os desfechos mais esperados de ‘Babilônia’ no último capítulo eram o das personagens Inês (Adriana Esteves) e Beatriz (Glória Pires) e o manjado ‘quem matou’ Murilo (Bruno Gagliasso). O suspense ajudou a aumentar a audiência da trama na reta final, que bateu 36 pontos no Rio, na última quinta-feira.

Os autores Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga entregaram logo no primeiro bloco o assassino do mau-caráter. Otávio (Herson Capri) matou Murilo e retornou para matar Diogo (Thiago Martins). Foi preso juntamente com seu comparsa Osvaldo (Werner Schünemann). Beatriz e Inês também foram parar na cadeia, dividiram a cela, fugiram e acabaram com o carro da fuga caindo de uma ribanceira.

Regina (Camila Pitanga) diz o 'sim' para Vinícius (Thiago Fragoso)Reprodução

Nas cenas finais, os autores apostaram no tradicional casamento da mocinha, Regina (Camila Pitanga), que subiu ao altar com Vinícius (Thiago Fragoso). Um fim romântico e idêntico ao de Evandro (Cássio Gabus Mendes) e Alice (Sophie Charlotte). Final feliz também para o casal homossexual Ivan (Marcello Melo Jr.) e Sérgio (Claudio Lins) que se beijaram após pedido de casamento, assim como Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathália Timberg), que repetiram o beijo que tanta polêmica gerou no início da trama.

Para lavar a alma de tanta corrupção na novela, o personagem Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes) denuncia os escândalos de propina da Souza Rangel, e o prefeito Aderbal (Marcos Palmeira) vai preso. No entanto, sua mãe, Consuelo (Arlete Salles), assume como governadora do Rio e continua a lavar dinheiro na boate de Guto (Bruno Gissoni).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia