Mauro Ferreira: Para aprender o samba de Ismael Silva

Nascido em Niterói, mas criado no Estácio, o compositor foi uma escola do ritmo musical

Por O Dia

Rio - Fala-se bastante do pioneirismo do compositor fluminense Ismael Silva (1905-1978) na criação e consolidação do samba carioca. Mas ouve-se pouco o samba de Ismael, que chegou ao disco em 1925 quando o pianista Cebola gravou ‘Me faz carinhos’ em edição da Casa Edison. Nascido em Niterói, mas criado no Estácio, Ismael foi uma escola de samba.

Para que os pagodeiros de hoje possam aprender um pouco do samba pioneiro do bamba, os cantores Augusto Martins e Cláudio Jorge lançam o álbum ‘Ismael Silva: uma escola de samba’, com bons arranjos de Jorge. Com 12 faixas no CD e mais três lançadas apenas na internet, a dupla joga luz sobre inspirada produção que jazia esquecida no baú da música brasileira.

Nascido em Niterói, mas criado no Estácio, o compositor foi uma escola do ritmo musicalReprodução / Youtube

Como cantores, Martins e Jorge não expõem toda a gama de sentimentos de ‘Antonico’. Já sambas como ‘Me diga teu nome’ ganham tom contemporâneo, como se fossem partidos altos recém-brotados nos fundos dos quintais cariocas. A incursão pela obra de Ismael reaviva o legado do compositor.

Últimas de Diversão