Por tiago.frederico
Clipe de 'Irônico'Reprodução

Rio - Em 2013, Clarice Falcão virou viral com primeiro álbum, ‘Monomania’, que parecia gravado em mono com músicas simples, cantadas com arranjos econômicos. ‘Problema meu’, segundo álbum da cantora e compositora pernambucana (radicada no Rio), deixa a impressão de que Clarice migrou do mono para o estéreo a reboque da produção de Kassin — como sinaliza o primeiro delicioso single, ‘Irônico’.

Com letras que exibem mais autoconfiança, explicitada já em títulos como ‘Eu escolhi você’, Falcão apresenta músicas inéditas e autorais como ‘Deve ter sido eu’, ‘Vagabunda’, ‘Era uma vez’ (com arranjo feito com toques de ‘disco music’) e ‘Se esse bar’ (única música da safra anterior de ‘Monomania’).
Publicidade
Fora do trilho autoral, há rock de Matheus Torreão (‘A volta do Mecenas’), tema ‘kitsch’ de João Falcão, pai da artista (‘Banho de piscina’) e hit do DJ italiano Gigi D’Agostino (‘I’ll fly with you’).
Você pode gostar