Bar Gato de Botas faz sucesso em Vila Isabel

Língua, moela, ovo de codorna e marisco. É ou não é um dos melhores lugares deste mundo? Vá com sede. A cerveja é gelada e barata

Por O Dia

Rio - A  coluna demorou a chegar em Vila Isabel. É verdade. Por um único motivo: é reduto de malandro, e apesar de o colunista ser da Lapa, é preciso saber chegar. Ainda mais no Gato de Botas, que poderia ser chamado Gato de Costas, afinal, nada mais é que uma reedição do fantástico e finado Bar do Costa, só que poucos metros antes, na mesma Rua Torres Homem.

O Tender é apenas uma das maravilhas do balcão de Seu AgostinhoGabriel da Muda

O motivo do sucesso é Seu Agostinho, com a experiência de 57 anos de botequim adquirida sobretudo no antigo Costa. Não tem para ninguém nessa Cidade Maravilhosa, muito menos neste bairro maravilhoso que é Vila Isabel.

Para falar do Gato de Botas, no entanto, basta fazer a escalação de petiscos. Vejam que não estou exagerando.

Paio, palheta defumada, pernil, tender e frango empanado; pastéis, provolone, polenta frita e porção de queijo; rabada, sardinha e sambiquira (o nosso cu de galinha). Querem mais? Vamos a mais uma escalação: salame, torresmo, tremoços, aipim frito e azeitona; asa de frango recheada, angu à baiana e bolinho de vagem; bife à milanesa, rolê e batata portuguesa.

Cansou? Calma. Olha a turma do bolinho! Bacalhau com camarão, siri com camarão, abóbora (com camarão e quatro queijos). Tem de rabada, feijoada, feijão fradinho e aipim.

Vamos finalizar em grande estilo? Carne assada, croquete, costela e chouriço. Fígado de frango, joelho, jiló, maxixe e quiabo; língua, moela, ovo de codorna e marisco. É ou não é um dos melhores lugares deste mundo? Vá com sede. A cerveja é gelada e barata.

Gato de Botas fica na Rua Torres Homem, 118-C, quase na famosa esquina com a Visconde de Abaeté. De segunda a sexta, das 15h à 0h. No sábado, de 10h à 1h. Aceita de tudo por lá, menos fiado. 2567-7471.

Últimas de Diversão