Barracos e o abandono no altar elevam a audiência de novelas

A audiência do último enlace malsucedido entre Sandra e Candinho em ‘Êta Mundo Bom!’bateu recorde no Rio com 38 pontos de média, e 30 em São Paulo

Por O Dia

Rio - Imagina a cena: a noiva entra na igreja e, antes do “sim”, alguém interrompe a cerimônia, ela esperneia e na sequência seguinte os pombinhos estão arremessando bolo um no outro. Se antes dava audiência unir personagens, e no fim da trama sempre havia um casamento, nas novelas atuais o “não” e os barracos em cerimônias têm dado mais ibope. A audiência do último enlace malsucedido entre Sandra (Flávia Alessandra) e Candinho (Sergio Guizé) em ‘Êta Mundo Bom!’bateu recorde no Rio com 38 pontos de média, e 30 em São Paulo. Até mesmo na trama bíblica da Record, ‘Os Dez Mandamentos’, a união entre Jaque (Fran Maia) e Zur (Dudu Azevedo) não aconteceu.

Audiência do último enlace malsucedido entre Sandra e Candinho em ‘Êta Mundo Bom!’ bateu recorde no Rio e em São Paulo Divulgação

“Eu gosto desse tipo de cena levada ao extremo. Onde as emoções dos personagens explodem. É uma novela que só me deu emoções”, frisa Walcyr Carrasco, autor de ‘Êta Mundo Bom!’, da Globo. A trama entrou em seu quinto mês no ar e já acumula quatro casamentos não realizados — com direito a guerra de bolo e tudo. Carrasco confessa que se pega rindo das sequências. “Se eu não rio ou não choro quando escrevo é porque não está bom”, destaca.

Para Flávia Alessandra, a intérprete de Sandra, que na trama de Carrasco teve dois casamentos interrompidos no altar, seguidos de guerra de comida, esse tipo de sequência é um sonho. “Quando a gente vê já acabou. Eu, na verdade, costumo comer durante a cena. Fora que depois é uma loucura para sair tudo do corpo, da orelha, do nariz, do cabelo”, conta, aos risos.

Para manter o ritmo de casamentos frustrados, o autor tem caprichado nos motivos que impedem cada enlace. Já teve o vestido de Mafalda (Camila Queiroz), que rasgou enquanto ela caminhava rumo ao altar, teve a mulher do noivo Inácio (Mauro Mendonça) que apareceu na igreja para estragar a alegria de Eponina (Rosi Campos), teve Ernesto (Eriberto Leão) que se fez passar por Candinho e foi desmascarado antes do fim do casório. E, mais recentemente, Candinho que descobriu que Filomena (Débora Nascimento) está grávida dele e largou Sandra diante de todos no altar.

Em ‘Os Dez Mandamentos — Nova Temporada’, da Record, não é diferente. Nas cenas do casamento coletivo, entre as noivas estava a grávida Jaque (Fran Maia). Ela foi abandonada pelo espião Zur (Dudu Azevedo) momentos antes do casório. Tudo caminhava para ser mais uma noiva desiludida. Mas surge Aoliabe (Fábio Beltrão), que confessa o amor à moça e se oferece para substituir o noivo fujão. Ela topa e eles se casam.

Jaque (Fran Maia) se casa com Aoliabe (Fábio Beltrão)%2C depois de ser abandonada pelo noivo Zur (Dudu Azevedo) no dia do enlace entre elesDivulgação

Para Vivian de Oliveira, autora da novela, o casamento é sempre um momento especial na trama porque reúne diversos núcleos. Ainda segundo ela, o maior desafio é manter a história interessante. “Se tiver algum rebuliço, fica melhor ainda. O público gosta”, afirma. Vivian antecipa que o próximo casório será dos personagens Arão (Petrônio Gontijo) e Joana (Rayanne Morais). Quando perguntada se o enlace se completará, a autora responde: “Sim, só não decidi se terá alguma confusão”.

Últimas de Diversão