Imperator comemora quatro anos e convida Beth Carvalho para a festa

Para completar a festa, casa de shows agenda musicais e diversas apresentações

Por O Dia

Rio - Em quatro anos, o Imperator — Centro Cultural João Nogueira já recebeu três milhões de pessoas em seus eventos. O aniversário é hoje, mas as comemorações acontecem durante todo o mês e prosseguem até o fim do ano. E apesar de a música ocupar boa parte da agenda do local, a festa não tem só shows. O musical ‘Love Story’ ocupa o palco da casa nos fins de semana — trata-se da primeira montagem brasileira da história que gerou o filme premiado de 1970, dirigido por Arthur Hiller. E vêm mais eventos para todas as idades no centro cultural.

Beth Carvalho no telão do Imperator Maira Coelho

“A população estava esperando por isso há muito tempo. Não tinha nada nessa região. Nem cinema, nem teatro, nada. E a nossa equipe percebe essa receptividade no dia a dia. Os visitantes cuidam dos espaços, fazem sugestões e tratam essa casa como se fosse a deles, o que nos deixa muito orgulhosos”, conta Aniela Jordan, gestora do Imperator (o local pertence à Prefeitura do Rio através da Secretaria Municipal de Cultura, desde 2012).

Gerente geral do Imperator, Paulo Lopez tem procurado, entre shows de MPB, eventos para crianças e muitas peças de teatro, transformar a casa do Méier em um ponto de encontro de roqueiros. Nada mais natural para um palco que, nos anos 90, recebeu muitas bandas de heavy metal estrangeiras — mais recentemente, grupos como o Ghost passaram por lá. “Mais do que tudo, o objetivo é formar plateias, é incentivar as atuais e futuras gerações a consumirem e se interessarem por cultura de qualidade”.

A praça do terraço do Imperator, no quarto andar, é o lugar onde costumam ser realizados periodicamente os encontros do projeto Maldita 3.0 (homenagem à antiga Rádio Fluminense FM, com palestras sobre discos clássicos do rock e audições na íntegra dos mesmos discos). E tem sido considerada pelos frequentadores como um dos espaços mais simpáticos da casa de shows. “É um barato ver como a área é utilizada pelos moradores, com jovens namorando, crianças correndo pelo terraço, que se transformou realmente em uma praça”, conta Aniela.

Para marcar a data, hoje tem show gratuito de Beth Carvalho, que também comemora 50 anos de carreira. Os ingressos estão esgotados — de terça a domingo da semana passada, os fãs puderam trocar latas de leite em pó pelos tíquetes. Foi uma forma de a casa devolver o afeto da população da Zona Norte e, por extensão, de todos os cariocas que frequentam a casa.

Beth ama o local. “Tenho uma relação afetiva com o Imperator. Antes da reabertura, fiz um show arrebatador, com um repertório tão fantástico, que depois acabei fazendo um outro show com as mesmas músicas só para transformá-lo em um CD (gravado no Olympia, em SP, em 1991). Agora, volto ao palco, para os quatro anos de reabertura, celebrando meus 50 anos de carreira, com um balanço dos meus maiores sucessos. Será um imenso prazer!” 


Últimas de Diversão