Dez locais para você se perder na noite como Amy Winehouse

Para a atriz Giselle Itiéa melhor opção é se jogar no jazz

Por O Dia

Rio - Uma das cantoras mais autênticas e uma das vozes mais marcantes de todos os tempos. Amanhã, na data em que se completam cinco anos sem Amy Winehouse, O DIA preparou um roteiro para relembrar sucessos como ‘Rehab’, ‘You Know I’m No Good’, ‘Valerie’ e ‘Stronger Than Me’. Afinal, esses são alguns dos hits que mantêm a cantora britânica mais viva do que nunca. E, claro, opções para homenagear Amy não faltam e os fãs vão poder se perder como se não houvesse amanhã. 

Amy Whinehouse: autenticidade e voz marcante Foto%3A Divulgação

ROTEIRO PARA CURTIR A NOITE COM AMY WINEHOUSE

Festa Rockeria. Clube dos Macacos. Rua Pacheco Leão 2.038, Jardim Botânico (2274-1429). Hoje, às 23h. R$ 90 (bilheteria do evento só aceita dinheiro).

Amy Winehouse Tributo. No kult kolector, com a Banda Matilha. Rua Olegário Maciel, 130, Loja E, Barra (3624-0032). Sáb, às 23h. R$ 20 (inteira).

Bar do Nanam. A casa recebe bandas de jazz aos sábados, o repertório inclui canções da cantora Amy Winehouse. Rua Imperatriz Leopoldina, Praça Tiradentes, (98075-5444).

Jazz In’ Champanheria. Sábado tem ‘Festa Back To Amy, 5 anos Sem Nossa Diva’, para repetir o sucesso da primeira edição! R. Sacadura Cabral, 63 - Saúde (2253-7916). R$ 50.

Back to Amy: Tributo à Amy Winehouse. Teatro Bradesco. VillageMall - Av. das Américas, 3900, 160 - Barra. Nesta quarta, às 21h. R$ 60.

Alfa Bar. R. Mena Barreto, 94 - Botafogo (2266-2510).

Comuna. Rua Sorocaba, 585 - Botafogo (3579-6175).

Empório 37. R. Maria Quitéria, 37 - Ipanema (3813-2526).

Bar Bukowski. Rua Álvaro Ramos, 270 - Botafogo (2244-7303).


Giselle Itié como Amy Winehouse

A atriz Giselle Itié, que é fã e tem algumas semelhanças com a cantora, fez questão de fazer um ensaio caracterizada de Amy Winehouse para a revista ‘Trip’. O projeto ‘Save Amy’ foi em parceria com a fotógrafa Hanna Jatobá, a Produtora Cine, o Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes (PROAD) e o VJ da MTV Felipe Solari.

“Concebemos a exposição em 2011 quando a Amy estava iniciando seu processo destrutivo. O intuito foi chamar a atenção às pessoas que sofrem problemas com família, relacionamentos e baixa estima. De uma certa forma também vítimas e que procuram sua válvula de escape nas drogas. No último, fizemos um debate falando do tema com 50 jovens, tendo como mentor o apresentador Marcelo Tas”, conta.

A atriz destaca o trabalho como “extremamente emocionante”. “Ter me caracterizado, me doei não só fisicamente como também emocionalmente. Infelizmente também vivenciei um relacionamento destrutivo, mas felizmente tive minha família para me apoiar, diferente da situação da Amy. Pelo contrário à sua família, diretamente e indiretamente ajudou a sua destruição”.

Amy, para Giselle, é um exemplo de um talento exacerbado e uma mulher extremamente sensível, frágil e sem nenhuma proteção contra os sanguessugas: seu pai, namorado e a mídia. Para a atriz, um lugar no Rio para relembrar os sucessos da cantora é um bom bar que toque Jazz, como Jazz In’ Champanheria, na Sacadura Cabral, que traz amanhã a ‘Festa Back To Amy, 5 Anos Sem Nossa Diva’.

“Ela tinha uma irreverência e uma falta de vergonha maravilhosas, era politicamente incorreta, louca mesmo”. É dessa forma que o DJ Guilherme Scarpa define Amy. E ele garante que vai usar toda essa ousadia na festa Rockeria, hoje, a partir das 23h, no Clube dos Macacos, Jardim Botânico.

Os moradores da Zona Oeste também vão poder apreciar uma noite ao som dos sucessos de Amy. A Banda Matilha presta tributo à cantora, apresentando um repertório com seus maiores sucessos. Contando com Alexandra na voz, Felipe D’Ippolito no baixo, Bruno Lima na guitarra e Fernando Seixas na bateria, o grupo pode apresentar surpresas no repertório do show, que acontece amanhã, a partir das 23h, no Kult Kolector, na Barra.

A data também ganhou o documentário ‘Amy’, lançado hoje em DVD. O projeto, vencedor do Oscar 2016, conta a incrível história da cantora, seis vezes vencedora do Grammy, e traz cenas extras com imagens inéditas, três apresentações acústicas, incluindo o hit ‘Rehab’ e comentários dos diretores.


Últimas de Diversão