Casacos e coletes com pelos fakes viraram tendência no Rio

Personagens como Fedora Abdala, a patricinha interpretada por Tatá Werneck, em ‘Haja Coração’, inspiram os looks que extrapolaram a dramaturgia e chegaram à vida real

Por O Dia

Rio - A estação mais fria do ano chegou com tudo no Rio. Com temperaturas mais baixas que as tradicionalmente registradas em anos anteriores, fica mais fácil tirar dos armários casacos pesados, que prometem aquecer com muito estilo. Em ruas que se transformaram em passarelas a céu aberto, entram em cena os coletes, tendência que ganhou espaço na moda, com destaque para os confeccionados com pelos fakes (falsos), ecológicos, elegantes, divertidos, sensuais. Na TV, personagens como Fedora Abdala, a patricinha interpretada por Tatá Werneck, em ‘Haja Coração’, inspiram os looks que extrapolaram a dramaturgia e chegaram à vida real, disponíveis em várias coleções na cidade.

Fedora Abdala%2C a patricinha interpretada por Tatá Werneck%2C inspirou looksDivulgação

Consultora de estilo e pesquisadora de moda, Erica Bourguignon, acredita que o colete de pelo fake funciona muito bem para os cariocas.

“É uma peça mais leve. Mais a vibe do carioca. A modelagem mais apropriada para esse momento é um maxi colete (um peça maior, que chega até o quadril). Essa é a tendência para o inverno”, diz. 

Erica ainda dá dicas para os cariocas se diferenciarem na estação mais fria: “Sobrepor com uma outra peça, ousando mais na parte de baixo com uma estampa, textura, para dar uma bossa e mudar a cara do colete. Dessa forma fica uma releitura mais atual”, aposta.

A cantora e atriz Gottsha confessa que está adorando as novas tendências da moda.Apaixonada por frio, ela já tirou cinco casacos do armário e comprou outras peças. Tudo para ficar bem na estação.

“Não é nada comum isso no Rio, mas estou adorando. Ando pelas ruas me sentindo na Europa. Esses dias me peguei com a mão numa luva. Frio é estilo e tem que ter muita atitude para usar um casaco no Rio”, diz a cantora que comprou, há cinco anos, um casacão (quase um sobretudo) preto de pelo fake. “Nunca imaginei usando ele no Rio, mas já consegui desfilar com minha aquisição”, comemora a cantora, que se apresenta nessa terça, no Pocket, na Galeria Café (Ipanema), às 20h. E ela garante que no figurino tem um casaco.


Reportagem Rodrigo Bertolucci

Últimas de Diversão