Mahany Pery é um dos grandes nomes da nova geração de top models

De origem humilde de São Gonçalo, jovem tem planos de se mudar para Nova York ainda neste ano

Por O Dia

Mahany já saiu diversas vezes em capas de revistasDivulgação

Rio - Uma jovem modelo de São Gonçalo já se consagrou como destaque na geração que está chegando no mercado. Mahany Pery tem 18 anos e, com pouco mais de um ano de carreira, foi considerada pela ‘Vogue’ americana um dos rostos mais promissores do país. E ela não aceita nada menos, tem planos de se mudar para Nova York este ano, onde acredita que começará sua carreira internacional. Quer ganhar o mundo.

Mahany hoje é ‘o rosto’ da Maybelline (famosa marca de cosméticos) no país. Já desfilou e fotografou para outras grandes como Animale, Farm e Osklen e participou do São Paulo Fashion Week. Também esteve em diversas capas de revistas, sendo a mais repercutida a edição da ‘Elle’ que trazia o título: “Meu corpo, minhas regras”. Ela foi uma das estrelas de um manifesto feminista.

A jovem revela que percebeu que tinha jeito com as lentes aos 16 anos, quando ganhou da mãe um book. Mas só depois que, por conta própria, decidiu raspar a cabeça que as coisas começaram a deslanchar. “As pessoas sempre falavam que eu era linda, que ficaria bonita até careca. E foi o que eu resolvi fazer, meu namorado aprovou e me levou em uma barbearia. Simplesmente raspei. Quando meu atual agente me viu ficou doido. Entrei na agência em uma quinta-feira e no domingo já estava desfilando. A partir daí não parei mais”, relembra.

Ela diz que encarna um personagem toda vez que vai ‘modelar’. As caras sérias e sensuais ficam só nas fotografias. “Não sou séria. Eu falo muito, sou bem extrovertida. Estou sempre dançando no estúdio. Quando comecei, eu era bem envergonhada, mas agora tiro a roupa até fácil demais”, se diverte.

Atualmente, Mahany mora em São Paulo, por causa do trabalho, mas vive na ponte-aérea para rever família e amigos que continuam morando no bairro de Porto Novo, em São Gonçalo. Mais velha de seis irmãos, a modelo revela ainda que a vida por lá nem sempre foi tão fácil. “Minha mãe tinha que trabalhar e eu cuidava dos meus irmãos. Nunca faltou arroz e feijão, mas tivemos dificuldades. Foram coisas que me engrandeceram. Hoje é muito bom ter o meu dinheiro para comprar as coisas”, conta.

E, apesar da pouca idade, ela afirma que a rotina de trabalho a fez amadurecer rápido e que também trouxe um pouco de autoestima: “Amo meu corpo, ser magrinha, ver meus ossinhos aparecendo”.

Em busca de Nova York

Apesar de ser bem magra, Mahany ainda quer fazer alguns ‘ajustes’ no corpo. A jovem tem 1,77 m de altura e pesa 48 kg, mas ainda assim afirma que precisa perder medida de quadril. Ela diz que está dependendo disso para embarcar para Nova York. “É que a minha cintura é muito fina, tem 55 cm, daí parece que meu quadril é muito grande. Estou correndo, fazendo dieta, e assim que conseguir perder o que preciso, viajo”, contou.

A modelo quer mesmo viver em Ipanema. Mas, pelo menos por enquanto, isso é só um sonho, devido ao alto custo do bairro. E ela garante que, mesmo que se torne uma grande top model internacional, não irá abandonar suas raízes. “Tenho amigos de verdade pra sempre. Nesse meio tem muita gente interesseira, mas os meus amigos continuam me tratando da mesma forma, isso me encanta”, disse.

Últimas de Diversão