Ivete Sangalo lança DVD acústico e dispara: 'Não consigo ficar parada'

Gravado em Trancoso, em abril, o trabalho conta com 25 músicas, sendo sete canções inéditas, compostas pela própria artista

Por O Dia

Rio - Aos 44 anos, Ivete Sangalo é agitada e mesmo na gravação do DVD ‘Acústico em Trancoso’ a baiana não conseguiu ficar sentada em um banquinho e com um violão. "Foi uma ideia diferente. Nunca tinha feito um acústico. Mas é um acústico do meu jeito, pois não consigo ficar parada. Eu quis trazer uma realidade à tona, para quebrar determinados tabus, desmitificar. Quando pensamos em um acústico, a gente parte do princípio da sonoridade, mas a energia que pode ter depende do conceito de cada artista”, ela explica. “Eu não quero confundir o público. Quero dizer a eles exatamente: ‘Olha, eu não vou ficar sentadinha’. Não dá para mim, eu não consigo’.”

No lançamento de seu DVD ‘Acústico em Trancoso’%2C Ivete Sangalo admite que é agitada e que não aguentaria fazer um show todo tradicional com um banquinho e um violãoDivulgação

E não dá mesmo, Ivete malha, mas garante que não é como a saradíssima Madonna. “Não tem jeito. Tem uma barriguinha que não vai sair de mim. O importante é que estou com saúde e tenho calcinha compressora”, entrega.

Gravado em Trancoso, em abril, o trabalho conta com 25 músicas, sendo sete canções inéditas, compostas pela própria artista. E participações especiais também não faltaram no novo trabalho. Djavan, Helinho (Ponto de Equilíbrio), Luan Santana e Vitin (da banda Onze 20), além dos talentos mirins do ‘The Voice Kids’, integram o elenco do projeto da artista, que define como “maduro” o seu novo DVD.

Desde a primeira música do set-list, a baiana já ousava subverter os formatos que ela própria popularizou, em versões mais brandas, mas não menos poderosas. Guitarras e teclados sintetizados não parecem fazer falta frente à parede de violões e baixo acústico, piano, metais, bateria e muitas, mas muitas percussões.

“É uma grande conquista. E a certeza que eu tenho é que nunca vou parar de cantar, nem que seja só para os amigos”, adianta ela, feliz com o novo trabalho.

A cidade de Trancoso, conforme Ivete explica, foi uma escolha natural para a gravação, após a busca por um local que reunisse as energias favoráveis, sem formalidades, e que absorvesse a leveza dos instrumentos acústicos.

“Eu acho que Trancoso escolheu a gente, sabe?”, ela conta. “Foi uma simbiose, um lance de ‘eu estou buscando você, Trancoso’ e ‘eu estou buscando você também, então venha’.”

E não é possível mesmo imaginar Ivete Sangalo fazendo algo diferente. Ela canta, dança e agita como se comandasse um trio elétrico, mas de modo elegante, respeitando a sobriedade esperada pelo formato.

Ivete lembra que há ocasiões em que ela opta pelo conforto do banquinho e o violão, como no hit-balada ‘Deixo’, mas em outros, ela se entrega até suar, como na quente interpretação de ‘Candura’. São muitas vozes, facetas e interpretações em um mesmo espetáculo.

No show, ela também faz tributo a seus mestres, com músicas de Herbert Vianna (‘A Lua Que Eu T Dei’), Jorge Ben Jor (‘Por Causa de Você, Menina’) e Max de Castro (‘Candura’), além das diversas contribuições do veterano baixista Gigi (‘Eh Maravilha’, ‘Perto de Mim’, entre outras). É um espetáculo completo e diversificado, que mostra uma Ivete Sangalo multifacetada que muita gente não sabia que existia.

“Eu sou geminiana, né? Gosto do dia e da noite, do sal e do doce, de tudo um pouco. Tudo o que tem ali é um pouco do que quero ser”, brinca. “É como se eu fosse para o palco me vestindo de mim mesma”, destaca a baiana, acrescentando que a ideia bem-sucedida de ‘Acústico em Trancoso’ foi conduzir a apresentação com as músicas de dançar que a fizeram famosa, intercalando com experiências em estilos mais suaves e relaxados.

O espetáculo tem 1h e 40 minutos. E ela garante que esse DVD representa um momento muito especial em sua vida. “É um presente que dou aos meus fãs, mas também a mim. E quando faço um presente para mim, faço com um laço bem grande para as pessoas. Porque quando estou feliz, todos ficam felizes e dá tudo certo”, acredita.

Reportagem Rodrigo Bertolucci

Últimas de Diversão