Sarau da Velha Guarda da Mangueira relembra canções de 1930 até os dias atuais

Evento acontece neste sábado, de 14h às 18h, e tem entrda gratuita

Por O Dia

Rio - Em ritmo de Carnaval fora de época, a quadra da Mangueira vai receber o Sarau da Velha Guarda Musical da Mangueira, neste sábado. Nelson Sargento, Tantinho e Rody, âncoras do grupo, animam o público, de 14h às 18h, e o evento tem entrada gratuita. Na percussão, veteranos que já acompanham a escola há 30 anos.

O sarau é gratuito e acontece todos os sábados na quadra da MangueiraDivulgação

“A Velha Guarda sempre se reunia no primeiro sábado do mês para tratar de assuntos internos, mas a gente parava para beber, cantar e aí decidimos organizar melhor.Montamos um repertório e foi então que surgiu o evento. Fazemos as reuniões há 19 anos”, conta Robson Lobianco, 48 anos, produtor executivo do sarau.

Os pandeiros e tamborins vão ecoar desde sambas antigos, criados em 1930 por exemplo, até os mais atuais. Já no fim da festa, o que o público vai poder aproveitar são os sambas-enredo da Mangueira que marcaram época. Todos exaltando a paixão, a trajetória da escola e a história do morro. “O lugar é extremamente família, tem estacionamento gratuito e foi feito para quem gosta de curtir samba de raiz, beber uma cerveja e tomar um caldo”, afirma Robson.

Além da festa, que vai continuar a acontecer todo primeiro sábado do mês, o grupo tem projeto novo. “Queremos gravar um CD só de músicas inéditas compostas por esses integrantes da Velha Guarda”, adianta Robson.

Com reportagem do estagiário Guilherme Guagliardi

Últimas de Diversão