Peça conta trajetória de um pai que se transforma em travesti

A peça é fruto do documentário homônimo e de horas de entrevistas

Por O Dia

Homem conta com a ajuda da própria esposaDivulgação

Rio - Alexandre Lino reestreia hoje o monólogo ‘Lady Christiny’, no Teatro Café Pequeno, Leblon. Sob a direção de Maria Maya, o ator interpreta um travesti com uma postura atípica dentro deste universo: Lady é conservadora e ligada à família.

“É a trajetória de um pai que se transforma em mulher com a ajuda da esposa, e não abandona seus valores paternos, morais e até conservadores. Essa contradição é o que nos torna iguais, e é dessa maneira que é contada”, revela Lino. 

A peça é fruto do documentário homônimo, que o ator dirigiu, e de horas de entrevistas. Maria Maya conta que eles se apropriaram da realidade para construir a dramaturgia, na linha documental. “Nessa montagem, contamos uma história controversa e, ao mesmo tempo, atual, sem o menor julgamento. O espectador não fica passivo, permitimos que ele faça parte”, revela a diretora. 

Alexandre acrescenta que, em tempos de intolerância, é importante tornar “visível” narrativas como esta: “As pessoas precisam se ouvir mais. É importante conviver com as diferenças de maneira isenta de preconceitos”. 

SERVIÇO

TEATRO CAFÉ PEQUENO.

Rua Ataulfo de Paiva 269, Leblon (2294-4480).

R$ 40.

De sexta a domingo, às 20h. 60 min.

16 anos.

Até 30 de outubro. 


DANDO VOZ ÀS MULHERES REAIS CONQUISTAS FEMININAS 

Cena do espetáculo ‘Nora’Divulgação

A peça ‘Nora’, que estreia hoje na Sede das Cias, na Lapa, é inspirada na personagem que dá nome ao espetáculo e que foi tirada de outra peça: ‘Casa de Bonecas’, escrita pelo norueguês Henrik Ibsen, há 100 anos.

No elenco, cinco atrizes se revezam no papel-título, em busca do entendimento da personagem como símbolo das conquistas e lutas femininas. Em cena, histórias reais de mulheres. “Fomos às ruas ouvir. O ato de falar é transgressor”, diz a diretora Diana Herzog. 

SEDE DAS CIAS.

Rua Manoel Carneiro 10, escadaria Selarón, Lapa (2137-1271).

R$ 30.

Sex a dom, às 20h.

12 anos.

Até 23 de outubro.

Estacionamento perto: ao lado da Sala Cecília Meireles.

ÚLTIMA SEMANA

EFEITO ESCHER

Texto e direção: Vitor Lemos. Com Andrew Costa e elenco. A peça do coletivo teatral Em Companhia aborda temas como medo, segurança e diferenças. Teatro Candido Mendes. Rua Joana Angelica 63, Ipanema (2267-7295). R$ 40. 1h. Qua e qui, às 20h. 14 anos. Até 29 de setembro.

RELATOS DE PROFESSORES

Texto: Adriano Moura. Direção: Jo Sisneiros. Com Deo Garcez, Carlos Salles e elenco. Quatro professores são internados num manicômio. Teatro Glauce Rocha. Av. Rio Branco 179, Centro (2220-0259). R$ 30. Qui a sáb, às 19h. Dom, às 18h. 60 min. 16 anos. Até 2 de outubro.

SOB O CÉU

Texto: Maria Elisa Berredo. Direção: Gilberto Gawronski. Com Marta Paret e Rogerio Barros. Moradores de rua vivem uma história de amor. Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa (2215-0621). R$ 30. 50 min. Dom, às 19h30. 16 anos. Até 2 de outubro.


REESTREIA

MINHA MULHER SE CHAMA MAURICIO

Texto: Raffy Shart. Direção: Cininha de Paula. Com Ilvio Amaral e elenco. Mauricio é convidado a se passar por esposa de Jorge para resolver problemas entre marido, mulher e amante.Teatro Miguel Falabella. Norte Shopping - Av. Dom Helder Câmara 5.332, Cachambi (2597-4452). R$ 50 a R$ 30. Qui a sáb, às 21h. Dom, às 20h. 12 anos. Reestreia hoje.


ESTREIAS

O AÇOUGUEIRO

Texto, direção e atuação: Samuel Santos. Em cena, a discussão sobre temas universais como a violência contra a mulher e o feminicídio. Teatro Poeira. Rua São João Batista 104, Botafogo (2537-8053). R$ 50. 50 min. Ter e quar, às 21h. 16 anos. Estreia 5 de outubro.

MAR DE MAYÃ

Texto: Paulo Marcos de Carvalho. Direção: Josué Soares. Com Paulo Marcos de Carvalho e Tas Alves. Montagem retrata história de casal de pescadores, inspirada em tragédia ambiental no Norte Fluminense. Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa (2215-0621). R$ 20. 50 min. Dom, às 16h. 14 anos. Estreia domingo.


CONTINUAÇÃO

CÉUS

Texto: Wajdi Mouawad. Direção: Aderbal Freire-Filho. Com Charles Fricks, Isaac Bernat, Silvia Buarque. Isolados em um bunker, os personagens precisam desvendar um iminente atentado terrorista. Teatro Poeira. Rua São João Batista 104, Botafogo. (2537-8053). R$ 80. Qui a sáb, às 21h. Dom, às 19h. 1h40. 14 anos. Até 30 de outubro.

5X COMÉDIA

Texto: Antonio Prata, Julia Spadaccini, Jô Bilac, Gregório Duvivier e Pedro Kosovski. Direção: Hamilton Vaz Pereira e Monique Gardenberg. Com Bruno Mazzeo. Cinco esquetes interpretados por alguns dos mais incensados nomes do humor. Teatro Oi Casa Grande. Av. Afrânio de Melo Franco 290, Loja A, Leblon (2511-0800). R$ 50 a R$ 120. 80 min. Qui e sex, às 21h. Sáb, às 21h30. Dom , às 20h. 14 anos. Até 30 de outubro.

NAVALHA NA CARNE

Texto: Plínio Marcos. Direção: Rubens Camelo. Com Marta Paret, Rogério Barros e Danilo Watanabe. Neusa Sueli é uma prostituta decadente e explorada por seu cafetão Vado. Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa(2215-0621). R$ 30. 50min. Sáb, às 19h30. 18 anos. Até 29 de outubro.

SAMBRA- 100 ANOS DE SAMBA

Texto e direção: Gustavo Gasparini. Com Diogo Nogueira. Musical conta a história do centenário do gênero. Teatro Riachuelo Rio. Rua do Passeio 38/40, Cinelândia (3005-3432). Ter e qui, às 20h. Dom, à 20h30. R$ 40 a R$ 110. 150 minutos. Livre. Até 30 de outubro. 

Últimas de Diversão