Por karilayn.areias

Rio - Uma câmera, diversos palcos e arte. Assim se constrói a carreira da paulista Lenise Pinheiro, 56 anos, que se dedica a fotografar, de forma artística, os profissionais envolvidos em espetáculos e festivais teatrais pelo Brasil há 33 anos. Esta semana, chega às livrarias o livro ‘Fotografia de Palco II’ (Edições Sesc SP, 476 págs, R$ 130), que dá continuidade ao primeiro volume e retrata mais de 600 atores, diretores e outros profissionais brasileiros, em espetáculos encenados entre 1983 e 2015. Foi a própria fotógrafa quem escolheu as fotos que fazem parte da obra e realizou o projeto gráfico, o que lhe trouxe diferentes sensações.

Irene Ravache no camarim da peça ‘A Reserva’%2C em 2009Lenise Pinheiro

“São sentimentos múltiplos. Teve a questão ligada à burocracia do livro. Todos têm que assinar autorizações. Ao mesmo tempo, tive a felicidade de reencontrar os fotografados, muito queridos”, explica Lenise.

O livro é dividido em capítulos — Camarins, Ensaios Pessoais, Figurinos, Cenários, Iluminação, Cenas e Créditos — e, segundo a fotógrafa, é assim que ela cataloga a forma como fotografa. “Prezo pelos trabalhadores do teatro, cenário, figurino, porque o teatro tem inúmeros talentos e aptidões. É uma arte que não é de um só, é um trabalho em equipe”, explica. Sobre o Rio, onde lançou a nova obra ontem (na Travessa, em Ipanema), ela diz: “Tenho simpatia pela cidade e acho-a muito forte em relação a teatro”, diz.

Com reportagem do estagiário Guilherme Guagliardi

Você pode gostar