Wagner Moura nega ter recebido convite para série sobre Lava Jato

Ator diz ainda que não chamou o juiz Sérgio Moro de mau-caráter

Por O Dia

Rio - Wagner Moura negou ontem, por meio de sua assessoria, que tenha chamado o juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, de “mau-caráter”. O nome do ator foi citado em um post do comediante Rafinha Bastos no Twitter, após um suposto convite do diretor José Padilha para que Moura interpretasse o juiz em uma série. Tanto Moura quanto o diretor desmentiram esse convite.

Wagner%3A “Qualquer bobagem%2C dita por qualquer um%2C viraliza na internet”Divulgação

A confusão começou no domingo passado, quando foi noticiado que Moura havia sido convidado por Padilha para viver Moro numa série sobre a Operação Lava Jato. Em seu Twiter, Rafinha Bastos publicou uma frase, atribuída ao ator, que causou grande repercussão nas redes sociais. 

“Wagner Moura recusa interpretar Moro em série: ‘Não interpreto mau-caráter’, disse o ator que concorre ao Emmy pelo papel de Pablo Escobar”, escreveu o comediante, em tom de piada. Mas o post foi compartilhado por muitos sites e internautas como se fosse uma notícia verdadeira.
Indignado, Wagner Moura negou a autoria. “Nunca disse essa frase absurda. Qualquer bobagem, dita por qualquer um, viraliza na internet e é imediatamente assumida como verdade sem que ninguém se preocupe em saber a fonte da informação. Que momento triste esse”, disse o ator ao DIA.

A assessoria de Moura afirmou que ele sequer foi convidado para viver Moro. Sobre um ainda possível convite, declarou que o ator não faria. 

Últimas de Diversão