Por bianca.lobianco

Rio - Almoço surpresa, organizado pelo filho Stefanno de Nova York, surpreendeu Katia. Coube a amiga Renata Fraga a tarefa de convidar o ‘petit comité’ com 10 amigas. Tratoria Pici, em Ipanema, foi escolhida para comemorar em tarde alegre e animada. 

Angela Vieira e a síndrome do ninho vazio...

Na peça ‘Até o Final da Noite’, de Julia Spadaccini. Com Isio Ghelman, Leticia Cannavale e Rogério Garcia. Uma comédia que trata do conflito de gerações. No Teatro Ipanema, até 14 de novembro. 

Como prometido...

A querida Hildegard Angel já se prepara para os projetos do ano que vem. Ela contou para a coluna que, em 2017, o Instituto Zuzu Angel vai ceder peças para uma nova exposição sobre a história do biquíni, no CCBB. Faz parte das comemorações pelos 70 anos do invento da roupa de praia. Serão cedidas peças de celebridades, como a eterna musa Carmen Mayrink Veiga. 

Fest Jazz in Rio, na Hípica...

A festa vai de 4 a 6 de novembro. É gratuita, exceto sábado à noite. Encerramento com o trompetista Tom Ashe. Realização da Prefeitura, TGF e Flórida Esporte e Cultura. 

Entrevista

Nosso entrevistado de hoje é um homem versátil. É o guardião do Cristo, está à frente da Igreja Santa Margarida Maria, é muito atuante com os fiéis e adora música!

LILI: O que significa para os católicos o Dia de Finados?
PADRE OMAR: O Dia de Finados é religoso e gira em torno do tema da saudade. Devemos refletir sobre a vida e recordar os que passaram pela nossa existência. Hoje é dia de oração, devemos participar de uma missa.

Algum lançamento musical?
O DVD ‘Samba de Fé’ será lançado em breve, com participações de Jorge Aragão, Xande de Pilares, Mumuzinho e Elymar Santos, entre outros.

Por que o samba para evangelizar?
O samba surge como a possibilidade de criarmos uma identificação mais próxima com a cultura carioca e brasileira. Minha formação é erudita, porém, percebi na evangelização que é necessário ter flexibilidade.

E se for convidado para representar a Igreja em uma escola de samba?
Confundem samba com Carnaval. Não há relação. Na Bahia, tem o axé. No bloco Cacique de Ramos, realizamos missas. Não existe mais esse distanciamento entre o samba, as escolas e a nossa Igreja Católica no Rio. Existe aproximação e diálogo tendo em vista a paz e o bem comum.

Como foi sua visita ao Vaticano?
Participamos do primeiro encontro sobre fé e esporte, com o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach. O Papa disse que o esporte deve ser experimentado com ética como algo lúdico, de fé, para que todos, principalmente as crianças, desenvolvam a vida de maneira integral.

Sonho?
Ver o Rio mais pacificado. Que a gente possa viver com tranquilidade. Ver o povo feliz sem a preocupação de ser assaltado. Ver os índices de criminalidade diminuírem.

Beijo?
Para os meus pais, Sra. Marlene e Sr. Olivar, que têm mais de 50 anos de casamento.

Você pode gostar