Por bianca.lobianco
Paulinho%3A show bem popular%2C com lados B dosados %2C para “muita gente”Divulgação

Rio - É histórico: pela primeira vez desde 1961, quando foi criado, o Festival Villa-Lobos chega a espaços públicos do Rio. Em sua 54ª edição, que inicia hoje, o evento leva o mestre Paulinho da Viola para fazer um show em homenagem aos cem anos do samba na Praça Mauá, neste domingo, às 19h. Um dia antes, o mesmo espaço recebe, também na comemoração do cenenário, Casuarina, Pedro Miranda, Moyséis Marques e Nilze Carvalho. Ambos os shows são gratuitos.

Paulinho da Viola teve uma enorme alegria ao cantar o Hino Nacional Brasileiro na abertura dos Jogos Olímpicos 2016. E mesmo com 52 anos de carreira, muitas horas de palco e 21 discos — tem mais um a caminho para 2017 —, ele jura ter ficado tenso com a oportunidade. “Na hora dá apreensão, a gente não sabe como as pessoas vão reagir, né? Foi mais solene, diferente, mas recebi muitos gestos de carinho, manifestações de carinho. Tanto aqui quanto fora do país as pessoas ficaram felizes de verdade”, diz o cantor, que foi aplaudidíssimo ao fim da apresentação. Os aplausos por sinal também estão garantidos ao fim de seu show na Praça Mauá neste domingo, já que o sambista promete um set list bastante popular.

“Optei por músicas bastante populares do público: ‘Dança da Solidão’, ‘Onde a Dor Não Tem Razão’, ‘Pecado Capital’, ‘Sei Lá, Mangueira’, ‘Foi Um Rio Que Passou Em Minha Vida’... Devem ter outras pouco menos conhecidas, como ‘Prisma Luminoso’, ‘Quando Bate Uma Saudade’... O lugar é aberto, provavelmente vai ter bastante gente lá!”, anima-se. Vai, sim, Paulinho: mistura garantida de fãs do seu trabalho e pessoas que conheceram o espaço na época dos Jogos Olímpicos. E também de fãs de samba, já que uma das temáticas do evento em 2016 é a comemoração dos cem anos do estilo — os shows da Praça Mauá vêm com o selo CentenáRio.

Ao todo, são 60 eventos em 14 espaços diferentes, até 15 de novembro. E com outros homenageados além do samba. O maior deles é Egberto Gismonti, estrela da abertura e do encerramento do festival, na Sala Cecília Meireles, sempre com convidados (hoje, às 20h, toca com Camerata Romeu, Ana de Oliveira e José Batista Jr.). Mas a edição também recorda o centenário do violonista Dilermando Reis (1916-1977), os 150 anos de nascimento do maestro Anacleto de Medeiros (1866-1907) e os 90 do também maestro Moacir Santos (1926-2006).

Referenciando-se no clássico de Heitor Villa-Lobos (cuja viúva montou o evento), o festival traz uma mescla de erudito e popular que, neste fim de semana, inclui o show do duo Alexandre Gismonti (filho de Egberto) e Jean Charnaux, com participação de Zeca Assumpção, no Bar Semente, hoje, às 21h. Ainda hoje, às 22h, tem na Estudantina o show da Gafieira do Bebê, do acordeonista Bebê Kramer, com participação de Roberta Sá.

A obra de Egberto está presente também em alguns outros momentos do evento. No sábado, no Espaço Tom Jobim, a Orquestra Cesgranrio se apresenta com o maestro Eder Paolozzi, o pianista André Mehmari e a cantora Mirna Rubim em um show que mostra o samba pelo viés dos concertistas — incluindo músicas de Egberto e Villa-Lobos. E o evento prossegue com concertos de outros artistas, como o Duo Gisbranco e Jaques Morelenbaum, Chico Cesar e Alfredo Del-Penho. 

Programação 

HOJE

MÚSICA SEM FRONTEIRAS: Egberto Gismonti e Camerata Romeu + Ana de Oliveira + Batista Jr. Sala Cecília Meireles. Largo da Lapa 47, Centro (2332-9223). Às 20h. R$ 30 a R$ 50. 18 anos.

CIRCUITO SEMENTE: Duo a Zero - Alexandre Gismonti e Jean Charmaux + Zeca Assumpção. Bar Semente. Rua Evaristo da Veiga 149, Centro (2507-5188). Às 21h. R$ 30. 18 anos.

ESTUDANTINA MUSICAL: Gafieira do Bebê + Roberta Sá. Estudantina Musical. Praça Tiradentes 79, Centro (2232-1149). Às 22h. R$ 25. 18 anos.

AMANHÃ

JOVENS CAMERISTAS: Dualidade Sonora (flauta e clarinete). Museu de Arte do Rio, Auditório. Praça Mauá 5, Centro (3031-2741). Às 17h. Grátis. Livre.

CENTENÁRIO SAMBA: Casuarina, Pedro Miranda, Moyséis Marques e Nilze Carvalho. Às 19h. Praça Mauá. Grátis. Livre.

BRASIL SINFÔNICO: Orquestra Cesgranrio e Eder Paolozzi + André Mehmari + Mirna Rubim. Espaço Tom Jobim. Rua Jardim Botânico 1.008, Jardim Botânico (2274-7012). Às 20h30. R$ 50 (estudantes e maiores de 65 anos de idade pagam meia-entrada). Livre.

CIRCUITO SEMENTE: Marco Pereira Trio. Bar Semente. Rua Evaristo da Veiga 149, Centro (2507-5188). Às 21h. R$ 30. 18 anos.

DOMINGO

JOVENS CAMERISTAS: Windstoss Duo (trompete e percussão). Museu de Arte do Rio, Auditório. Praça Mauá 5, Centro (3031-2741). Às 17h. Grátis. Livre.

CENTENÁRIO SAMBA: Paulinho da Viola. Praça Mauá. Às 19h. Grátis. Livre.

A GRANDE NOITE DO CHORO: Rabo de Lagartixa + Banda Anacleto de Medeiros. Convidados: Paulo Sérgio Santos, Henrique Cazes e Everson Moraes. Espaço Tom Jobim. Rua Jardim Botânico 1.008, Jardim Botânico (2274-7012). Às 20h. R$ 50 (estudantes e maiores de 65 anos de idade pagam meia-entrada). Livre.

CIRCUITO SEMENTE: Julio Estrela e grupo + Monarco. Bar Semente. Rua Evaristo da Veiga 149, Centro (2507-5188). Às 21h. R$ 30. 18 anos.

CONFIRA MAIS EM WWW.FESTIVALVILLALOBOS.COM.BR

Você pode gostar