Por bianca.lobianco
Daniel Ortiz%2C autor de 'Haja Coração'Divulgação

Rio - Nesta terça, o público descobrirá com quem Tancinha (Mariana Ximenes) terminará ‘Haja Coração’: ao lado de Apolo (Malvino Salvador) ou de Beto (João Baldasserini). Daniel Ortiz, o autor da novela das 19h, da Globo, tomou a decisão no domingo. Mas não pense que foi fácil. “Sempre fiquei muito em dúvida com quem ela ficaria. E sempre deixei isso muito em aberto. Quando eu escrevia para o Apolo, escrevia como se eles fossem ficar juntos para o resto da vida. E fazia o mesmo com o Beto. Isso acabou me confundindo também. Acabei ficando muito dividido. Mudei de opiniao várias vezes”, conta. “Estou feliz com o final e, por mim, faria um final na terça-feira e outro na reprise (amanhã, no lugar da ‘Sessão da Tarde’). Mas aí não sou eu que decido”, completa.

TANCINHA E FEDORA AMIGAS

No último capítulo, Tancinha termina como uma bem-sucedida empresária, expandindo sua cantina italiana. Enquanto Fedora (Tatá Werneck) vira uma feirante. E detalhe: as duas ficam amigas. Tancinha até dá dicas de negócio para seu ex-desafeto. Daniel Ortiz conta que o desfecho da patricinha não foi algo planejado desde o início da história. “Ela virou feirante porque ela quer. Porque ela continua rica, se ela quiser, a mansão continua lá onde está. Ela continua com os bens dela. É uma opção dela. Acho que ficou bem legal essa transformação da personagem”, salienta.

SUCESSO DE AUDIÊNCIA

A novela de Ortiz conseguiu um outro feito, além de dividir a torcida sobre qual será o par da protagonista. A audiência da trama foi muitas vezes maior do que a de ‘A Lei do Amor’, folhetim das 21h, horário nobre do canal. Na última sexta-feira, dia 4, ‘Haja’ teve 30 pontos de audiência contra 25 pontos da história de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. Ortiz conta que teve muita responsabilidade em falar de personagens de ‘Sassaricando’, de Silvio de Abreu, como Tancinha e Fedora, que ficaram na memória do público brasileiro. “Foi uma generosidade do Silvio de Abreu em me autorizar a fazer isso. Senti bastante esse peso no início, de não decepcionar, e estou muito feliz com o resultado”, festeja.

Quem também sentiu o peso dessa responsabilidade foi Mariana Ximenes, que herdou a personagem que alçou Claudia Raia ao estrelato. A atriz, que se despediu da personagem no sábado, afirma que já está com saudade. “Este foi um trabalho muito gostoso de fazer, de muita entrega. Tancinha me trouxe uma leveza, me transformou. Ela me ensina todo dia a dar valor ao que realmente vale a pena. Durante toda a novela, ela se manteve muito fiel aos seus princípios e é extremamente verdadeira, transparente. Não deixou de lado sua essência”, salienta.

#SHIRLIPE

Falar de ‘Haja Coração’ é também falar do casal que roubou as cenas, os holofotes e também o coração dos fãs nas redes sociais: Shirlei (Sabrina Petraglia) e Felipe (Marcos Pitombo). A #shirlipe é comum figurar entre os assuntos mais comentados no Twitter. Por vezes, até mais comentada do que as cenas do núcleo principal. “Sempre digo que o casal Shirlei e Felipe foi a cereja do bolo. Sempre soube que essa história ia funcionar. É uma história clássica, atualizada para os dias de hoje, tinha muita fé que fosse ter uma grande repercussão”, explica o autor.

Ortiz sabia que, desde o começo, os atores eram perfeitos para seus respectivos personagens. “Lógico que não imaginava tanto sucesso, fiquei bastante feliz com a repercussão”, vibra. Quem também está feliz com o resultado é a intérprete de Shirlei. “Preciso me cuidar para a abstinência de Shirlei não ser tão forte”, observa Sabrina.

Triangulo amoroso%3A Apolo (Malvino Salvador)%2C Tancinha (Mariana Ximenes) e de Beto (João Baldasserini)Divulgação

PERCALÇOS

Ortiz garante que a novela não teve grandes percalços. “Não tive que mudar muita coisa, não. Ao contrário, tive que dar mais destaque a algumas tramas que tiveram mais repercussão, como Shirlei e Felipe, a Teodora (Grace Gianoukas)”, pontua.

Mas nem tudo são flores. Quando soube que existia a possibilidade de a trama ser esticada — a novela termina com 138 capítulos, como estava previsto —, o autor segurou um pouco a entrada do personagem Guido (Werner Schünemann) até que fosse definido quantos capítulos seriam. “Talvez, se ele tivesse entrado um pouquinho antes, eu pudesse ter desenvolvido um pouco melhor a trama da volta do pai da Tancinha. Mas do jeito que foi também ficou muito bom”, comemora.

Você pode gostar