‘Lado 2’ leva para o rádio bandas novas e grupos antigos

Rock brasileiro tem espaço garantido toda sexta, às 21h, na Rádio Roquette-Pinto FM

Por O Dia

Rio - Com o fim da Rádio Cidade no dial (a emissora hoje só existe na web) há pouco espaço para rock nas FMs. O rock brasileiro, seja ele feito por bandas novas ou por artistas com mais tempo de carreira, tem espaço garantido toda sexta, às 21h, no ‘Lado 2’, apresentado pelo locutor e produtor de rádio Renato Costa na Rádio Roquette-Pinto FM.

“Tem a Rock FM, que é uma rádio experimental, mas fora isso, o estilo foi abandonado pelo rádio. Mas não lamento e faço o que posso”, conta Renato, que começou no rádio ao trabalhar na área administrativa da Roquette e passou a fazer programas esportivos. Juntando sua experiência na área de eventos, ele acabou produzindo os programas gravados no auditório da rádio — em especial o ‘Agora No Ar’, principal atração ao vivo da emissora, toda quinta-feira, às 15h.

Renato no estúdio%3A bandas consagradas unem-se a grupos obscuros Divulgação

“Nunca tive pretensão de ser apresentador, mas ouvia muito rock nacional e surgiu a ideia do programa. Minha inspiração foi o livro ‘Histórias Secretas do Rock Brasileiro’, do jornalista Nélio Rodrigues”, recorda, falando do livro que destrincha as carreiras de bandas obscuras nacionais dos anos 1960 e 1970. “Toco bandas que, às vezes, gravaram um só disco, ou até nenhum. Como o Utopia, que é uma banda gaúcha da década de 1970 que só tem gravações feitas em rádios”.

Entre obscuridades e lados B de grupos conhecidos de todos os tempos, o espaço para bandas novas é garantido, com direito a um quadro, o ‘Fala Roqueiro’, em que elas apresentam seus trabalhos. No programa de sexta, entre lados B de Raimundos e Plebe Rude, rolam informações sobre o evento Free Art, que acontece no Audio Rebel, em Botafogo, no domingo, às 18h, com papo com o organizador Fagner Gabriel. Além de bandas recentes como Radioativa e Boogarins.

Últimas de Diversão