Flávio Ricco: Lições que o acidente da Chapecoense deixou

As cores dos times e os prefixos das várias emissoras de rádio e televisão foram um só

Por O Dia

Rio - Muito mais do que o profissionalismo, a solidariedade prevaleceu em toda a cobertura do triste caso da Chapecoense, desde a queda do avião até o sepultamento das vítimas no fim de semana.

As cores dos times e os prefixos das várias emissoras de rádio e televisão foram um só. Aqui e lá fora, o que se observou foi um sinal de respeito que poucas vezes se viu espalhar por tantos países.

Um momento que tão cedo não será esquecido e que se sobrepôs às disputas nos gramados, arquibancadas ou números de audiência, mostrando que todos podemos jogar juntos o jogo da vida.

E que deixa como grande lição de vida, força e humildade, o gesto e as palavras de dona Alaíde ao consolar o repórter Guido Nunes, do SporTV, horas antes de receber o corpo do seu filho, morto no mesmo acidente.

Gesto que nos leva a ter esperança que o mundo ainda tem jeito. 

Um pouco demais

Assim como as lições que ficaram, também foi demonstrado que não há como mudar certas situações. No momento de toda a comoção com a chegada dos corpos na Arena Condá, o SBT levava ao ar o ‘Sábado Animado’. 

Homenagens

Aqui foi informado que a sala de imprensa do Flamengo, no Ninho do Urubu, seu centro de treinamento, vai levar o nome do Victorino Chermont, repórter da Fox, morto no acidente com o avião da Chapecoense. O mesmo vai acontecer com Paulo Julio Clement no Fluminense e também nos casos de Guilherme Marques e Guilherme Van Der Laars, que terão seus nomes nas cabines de imprensa do Estádio Nilton Santos, do Botafogo. 

Baixa importante

A Universal, além da Record, continua ocupando espaços importantes nas programações da Band, RedeTV!, 21, CNT e Gazeta, entre tantas outras.
Mas já existe grande preocupação na sua cúpula com a queda na frequência e arrecadação nos seus cultos. 

O rei e o gordo

Está confirmada para esta terça-feira a entrevista de Roberto Carlos no ‘Programa do Jô’.

Negociada há bastante tempo, ela foi possível para a tarde de hoje. Exibição na sexta-feira. 

Data marcada 

A Record definiu para 2 de janeiro, uma segunda-feira, a estreia da minissérie ‘Sem Volta’, em 13 episódios, escrita por Gustavo Lipztein e sob direção-geral de Edgard Miranda. No elenco, Ângelo Paes Leme, Rhaisa Batista, Flávia Monteiro, Camila Rodrigues, Juliana Schalch, Heitor Martinez e Eduardo Melo, entre outros. 

Duas coisas 

'Sem Volta’ é uma produção de suspense e aventura, com a história de montanhistas que decidem escalar o Pico da Agulha do Diabo, no Rio de Janeiro, mas são separados durante uma chuva torrencial. Outro detalhe: a confirmação do seu lançamento no dia 2 significa que já a partir de janeiro o programa da Xuxa deixará de ser exibido nas noites de segunda-feira.

Boa surpresa

Pessoal da Band começou a semana com boas novidades. A principal delas foi a distribuição de peru e cestas de Natal, já a partir desta segunda-feira. E uma cesta bem mais reforçada que a do ano passado. 

Próxima da Record

Algumas grutas em Fortaleza servirão de cenário para a próxima novela bíblica da Record, ‘O Rico e Lázaro’. No Rio, já começaram as gravações. Estreia em fevereiro.

Últimas de Diversão