Suzana Alves fala sobre época em que era a Tiazinha: 'Ia me afundar nas drogas'

Ela também conta que não posara nua novamente. 'Tive dificuldade para fazer nu, pensei e resisti muito antes de fazer'

Por O Dia

Suzana Alves na capa da revista 'Circuito'Reprodução

Rio - Suzana Alves, a eterna Tiazinha, contou em entrevista à revista "Circuito" porque abandonou sua carreira em um momento em que fazia cada vez mais sucesso. Suzana afirmou que não conseguiria levar a vida sendo um personagem por muito tempo e que provavelmente teria um fim trágico.

"Como eu poderia viver sendo uma personagem para o resto da vida? Aquilo ia me enlouquecer. Ou então eu ia morrer, me suicidar, me afundar nas drogas. Quanto mais distante você está de você mesmo, mais louco fica", disse.

"Muitas pessoas me cobram e veem esse período de forma negativa, confundem as coisas, achando que eu quero apagar meu passado, e não é nada disso", completou Suzana, que viveu a personagem Tiazinha por dois anos.

Atualmente, Suzana tem 38 anos, é casada com o tenista Flávio Saretta, com quem tem um filho, e garante que não posaria nua novamente. Em 1999, ela posou para a "Playboy" e bateu recorde de vendas com 1.240.000 exemplares. Sua revista só ficou atrás da de Joana Prado, a Feiticeira.

"Não faria de novo. Se as fotos ficassem apenas na revista impressa, acredito que teria um tom mais artístico. Tive dificuldade para fazer o nu, pensei e resisti muito antes de fazer. Não me arrependo de ter feito, pois junto daquele trabalho veio o crescimento profissional. Foi um momento propício e contextual que a personagem pedia".

Suzana Alves%2C em 1999 encarnando o personagem TiazinhaReprodução Internet


Últimas de Diversão