Lili Rodriguez: Papeando sobre o amor...

André Piva e Carlos Tufvesson conversaram com a coluna sobre temas polêmicos, como homofobia e intolerência

Por O Dia

André Piva e Carlos Tufvesson%2C namorando...Reprodução

Rio - Juntos há 22 anos, o premiado arquiteto André Piva e o estilista e ex-Coordenador da Diversidade Sexual da prefeitura do Rio, Carlos Tufvesson, conversaram com a coluna sobre temas polêmicos, como homofobia e intolerência. Falaram ainda sobre direitos humanos, moda e amor. Acompanhe conosco!

Quem é Carlos?
Carlos é um leonino apaixonado pela sua cidade que sempre defendeu e lutou por ela. Estilista, apaixonado por moda, militante de direitos humanos luto por acreditar que todos nós devemos defender os direitos de todos, especialmente o das minorias.

Quem é André?
Um escorpião arquiteto por dom natural e enorme talento e sensibilidade. Uma pessoa de coração puro, muito do bem, que tem a capacidade de gerar harmonia a sua volta!

Carlos, como vocês se conheceram?
CT: Fui penetra em uma festa de aniversário dele. Paixão à primeira vista.

Quem se declarou primeiro?
CT: Eu, né? Mas quem pediu em casamento foi ele!

Maior vitória?
CT: A luta pelo casamento civil para casais do mesmo sexo aprovado por unanimidade pelo STF.
AP: Ter encontrado o Carlos na minha vida.

Uma saia justa...
CT: Várias, falo o que vem à cabeça. Isso sempre causa saia justa. Na vida precisamos saber uma saia justa em uma saia lápis.
AP: Não lembrar o nome das pessoas.

Carlos, você pretende entrar para a política?
CT: Se um dia entender que seja necessário, sim, mas torço para que não. Tenho mais jeito para o executivo.

A familia é?
CT: A base de tudo. A declaração de minha mãe em nosso casamento é a prova disso. Fico muito triste de ver tantos pais que expulsam seus filhos de casa por serem homossexuais.
AP: Família também são os amigos que a gente escolhe para dividirmos a vida com eles.

O que tira vocês do sério?
CT: A intolerância e pessoas querendo impor seus comportamentos a outros, como se o seu modo de vida fosse baliza para algo além da sua própria vida.
AP: A ignorância.

Tem medo de...
CT: Traição. Dos falsos amigos.
AP: Barata (risos)!

Se arrepende de...
CT: Do que eu não fiz, ainda!
AP: De nada. Só olho para frente.

Qual é seu sonho?
CT: Um mundo onde as pessoas respeitem o direito do próximo como se fosse o seu.
AP: Que o Rio venha a ser essa cidade que todos nós sempre sonhamos e merecemos.

Sofrem preconceito?
Todo LGBT sofre preconceito em nosso país. A diferença é impormos o respeito. Caso necessário, existem leis para isso.

Pretendem ter filhos ou adotar?
Chegamos à conclusão de que não temos dom para a paternidade, mas sempre lutei para que todos tivessem esse direito.

Projetos para 2017?
Nesse momento... férias. Mereço. Em seguida, fazer uma fundação para atuar na luta pelos direitos humanos, como faço há 21 anos em minha vida. Queria também atuar pela moda no governo federal. Um setor esquecido e mal compreendido. Hoje, com minha experiência como gestor, tenho muito a colaborar! 

Últimas de Diversão