Danilo Mesquita fala sobre personagem e história com câncer na própria família

Seu personagem, o Nicolau de Rock Story, também sofre da doença

Por O Dia

Rio - Danilo Mesquita, o Nicolau de ‘Rock Story’, pediu ajuda a uma ex-namorada para compor seu personagem, que sofre de câncer. “Minha família tem muitos casos... Minha avó, meu avô e minha mãe. Até perdi duas tias por causa do câncer. Mas como Nicolau é jovem, tem 20 anos, achei que tinha que me aproximar de alguém que tivesse a minha faixa etária”, conta o ator, de 25 anos, sobre a ex, que tinha 22 anos quando enfrentou a doença.

Danilo Mesquita sonha em ser pai%2C mas não tem pressa%3A ‘Muito cedo!’Divulgação

Na trama, Nicolau está em uma fase de muitas sensações. O roqueiro namora Luana (Joana Borges), que espera o primeiro filho do casal. “Eu tenho sonho de ser pai, mas tudo no seu tempo, ainda está muito cedo, ainda tenho muita coisa para fazer, para conquistar e amadurecer”, conta ele, que namora a atriz Amanda Grimaldi.

Ainda na novela, o ex-integrante da banda 4.4 só fala para os mais chegados sobre sua doença. Durante boa parte da história, ele escondeu até dos pais a notícia do seu estado de saúde. “Ele guardava esse segredo, não se achava no direito de estragar a felicidade dos pais”, explica.

Para Danilo, a cena mais difícil até agora foi justamente a sequência em que seu personagem revelou para os pais que tem câncer. “Por causa dessa relação pessoal com a doença. Perdi uma tia por metástase no fígado logo no começo da novela”, lamenta.

De volta ao folhetim, apesar dos esforços do músico em tornar a doença um assunto só dele, a notícia de seu estado clínico sairá na TV. É porque Nicolau terá uma recaída e vai parar no hospital. Durante sua internação, uma equipe de televisão invade o local e consegue ter acesso ao prontuário médico do artista e o divulga em rede nacional.

Com a novela caminhando para a reta final — termina no começo de junho —, a torcida para o desfecho do personagem é uma incógnita para seu intérprete. “O meu lado mais emocional torce para que ele se cure, tenha banda. Mas também acho que seria legal ver o pior. Como ele será pai, até imagino o filho seguindo os passos do pai. Estou curioso. Gosto muito das duas opções. O que vier será bem-vindo”, assegura. 

Últimas de Diversão