Raul Gazolla retorna à Globo após nove anos na Record

Ator está no ar como o treinador Alan em 'A Força do Querer'

Por O Dia

Raul interpreta o treinador Alan em ‘A Força do Querer’Divulgação

Rio - Doze anos separaram Raul Gazolla, 61 anos, da Globo. Nove deles foram na Record, onde fez seis novelas, duas série e dois especiais de fim de ano. “É praticamente você viver no anonimato (risos). Sem querer desprestigiar ou cuspir no prato que comi, fui muito bem tratado na Record. Tenho carinho enorme por todo mundo que está lá. Mas é isso, a Record tem uma projeção bem menor. Não quero ficar falando porque parece que estou falando mal da emissora. Não é isso. É uma realidade. É só ver as audiências”, justifica-se o intérprete do treinador Alan, de ‘A Força do Querer’. “E estou muito feliz de estar aqui (na Globo)”, completa.

AMIZADE COM A AUTORA

A parceria com Gloria Perez, autora da novela, vem de longe. Essa é a terceira novela deles juntos. Antes, fizeram ‘O Clone’, de 2001, e ‘América’, de 2005. Portanto, Gazolla nem pensou duas vezes quando recebeu o convite para viver o treinador da policial e lutadora de MMA Jeiza (Paolla Oliveira). “Gloria e eu temos uma amizade que independe do nosso profissionalismo. Ela tem um carinho enorme pela minha filha, Rani, de 14 anos, que a chama de ‘vó Gloria’”, revela o ator, que é casado com Fernanda Loureiro, e ainda é pai de Luna e Milla, de 21 e 19 anos, respectivamente. “É muito bacana, e eu sinto que temos uma parceria por tudo que vivemos juntos. Ficou realmente uma grande amizade. A mãe da Gloria me vê e fica emocionada porque eu sou o contato direto com a Dani (Daniella Perez, filha da novelista e ex-mulher de Gazolla, que foi assassinada em 1992)”, lembra, com carinho.

Paizão coruja assumido%2C Gazolla considera que foi pai tardeDivulgação

PAI MODERNO

Paizão coruja assumido, Gazolla considera que foi pai tarde. Mas ele assegura que com a chegada delas não tinha nada na vida que já não tivesse feito. “Já escalei montanha, já atravessei o oceano com barco a vela, já pulei de paraquedas, de asa delta, já fiz muita merda (risos), então está tudo certo. Hoje, eu vivo para elas”, asssegura, orgulhoso. Além disso, Gazolla defende o diálogo franco e aberto com todos e, principalmente, com suas filhas. “Eu falei: ‘Minha filha, sempre que você tiver que dar um soco em um rapaz, esse soco tem que vir acompanhado de um chute entre as pernas’”, entrega, aos risos. Com igual dose de bom humor ou ironia (ou ambos), ele reage às provocações de seus parceiros.

“Sou um pai muito moderno. Meus amigos falam: ‘O meu filho vai pegar a tua filha’. Eu falo: ‘Mas que pegue bem, porque se minha filha chegar em casa e reclamar que o pau dele é pequeno e que ele goza rápido, ele está ferrado na minha mão’ (risos). Não vem tirar onda comigo, não vai dar, cara”, frisa o ator, muito bem-humorado.

‘NÃO SOU GALÃ’

É com a mesma alegria que Gazolla encara seu retorno à Globo. O fato de ter sido muito bem recebido pelos colegas de profissão e também pela equipe técnica emocionou o veterano. “Não sabia que tinha tanto carinho dessas pessoas”, conta ele, que tem 32 anos de carreira. O tempo só “fecha” quando alguém o chama de galã. “Não sou galã. Talvez eu tenha sido. Mas, aos 61 anos, grisalho, dizer que é galã? Pô, eu tinha que estar pegando geral. Não estou pegando ninguém (risos). Eu sou vaidoso como todo mundo, mas pela minha condição física eu tenho uma dieta muito radical, perdi 10 kg agora, ganhei 3,5 kg de massa magra. Isso vou manter para o resto da minha vida”, explica ele, que sofreu três infartos. “Eu chamo de pré-infarto. Acho que, quando é infarto, a pessoa morre de vez. Quando você vive, é um pré-infarto”, brinca.

FALOU COM DEUS

O primeiro susto (infarto) foi em 2009 — depois, teve outros em 2011 e 2012. A caçula, Rani, tinha apenas sete anos. Ele sentiu uma dor e não sabia o que era. Foi levado na ambulância para o hospital. “Então, eu falei com Deus: ‘Senhor, não posso morrer agora. Eu preciso ficar um pouco mais com a minha filha. Eu sei que ela está precisando de mim, mas eu preciso muito mais dela do que ela de mim’. Acho que Deus falou: ‘Vai para o hospital que eu vou pensar’. E me deixou aqui curtindo pra caramba”, comemora.

Raul Gazolla é faixa preta em jiu-jitsu e já foi campeão mundial na categoria sêniorDivulgação

CUIDADO COM A PAOLLA

Mas não se deixe enganar pelos fios grisalhos. Raul está longe de ser um típico sexagenário. Quando foi convidado para interpretar Alan, Gazolla supreendeu a autora. “A Gloria me disse: ‘Pô, Gazolla, não sabia que você era faixa preta em jiu-jitsu’”, lembra, aos risos, o campeão mundial na categoria sênior. “Estou treinando boxe, muay-thai, jiu-jitsu e MMA”, conta. Acostumado com a rotina do tatame, o ator levou um susto ao se deparar com a garra de Paolla. A loura treinava há cinco meses quando ele foi chamado pela produção. “A Paolla me surpreendeu com sua garra. Quando fui chamado para a novela, ela já estava treinando há cinco meses. E vou te dizer: ela está com um soco que se pegar em alguém... (risos) Vai ser grave, viu?! Porque ela está batendo com força. Realmente, está sabendo técnica de chão. É uma atriz com quem é um prazer trabalhar”, derrete-se o colega de cena. 

Últimas de Diversão