Peça conta a história do Rei do Baião para crianças

Roteiro retrata a infância de Luiz Gonzaga e seu primeiro amor no Espaço Furnas

Por O Dia

Peça retrata a vida de Luiz Gonzaga%2C 'Rei do Baião'Divulgação

Rio - Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, faria 115 anos este ano, e sua relevância musical continua presente não apenas na MPB, mas em outras manifestações culturais. É o caso da peça ‘Luiz e Nazinha — Luiz Gonzaga para Crianças’, que afirma o compromisso de contar a história do músico por meio de suas músicas, atraindo um novo público para suas obras: as crianças.

Visto por mais de 100 mil pessoas, a peça chega ao Teatro Furnas neste sábado, com entrada grátis, e conta um lado mais íntimo de Gonzaga. Retrata sua relação com Nazinha, seu primeiro amor, ainda na cidade de Exú, interior de Pernambuco. Numa espécie de Romeu e Julieta sertanejo, o casal sofreu a perseguição do pai coronel da menina, e o músico precisou fugir de onde morava para não ser morto.

Pedro Henrique Lopes, intérprete do Rei do Baião, acredita ter sido isso o pontapé para sua carreira: “A força de vontade dele surpreende. Quando chegou ao Rio de Janeiro, Luiz Gonzaga mostrou para o cenário musical da época toda a força nordestina e encantou com sua pegada diferente.

O ator também conta que os familiares do músico já assistiram à obra e sempre contam uma novidade diferente. “É uma surpresa sempre”.

A peça marca a estreia do projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’, criado com o intuito de apresentar a vida e as realizações de grandes figuras da música brasileira. Uma verdadeira herança musical envolvendo toda a família. Em ‘Luiz e Nazinha’, sucessos como ‘Asa Branca’, ‘Xote das Meninas’, ‘Que nem Jiló’, ‘Baião’ e ‘Olha Pro Céu’ embalam a história do sertanejo contada em pleno mês de São João. 

Reportagem da estagiária Bruna Motta

Últimas de Diversão