Flávio Ricco: Jornalismo da Record vive mais uma fase nervosa daquelas

Semana começou com um bispo extrapolando no uso das funções, interferindo numa série de reportagens do 'Jornal da Record'

Por O Dia

Rio - O jornalismo da Record atravessa mais uma daquelas fases nervosas, quando tudo parece que acontece de uma vez só. A semana começou com um bispo extrapolando no uso das funções, interferindo numa série de reportagens do “Jornal da Record”, entendendo que o material ia contra o “conceito família”

Medidas do tipo naturalmente mexem com o psicológico e limite de toda redação, o que pode até explicar a chefe Luciana Barcellos reclamar do atraso de 3 minutos na entrega de um relatório de pautas. O que levou a chefe de reportagem, Rosana Simões, ao ser cobrada, não amarelar na resposta.

Não bastasse tudo, vai indo longe demais o desentendimento das apresentadoras Salcy Lima e Patrícia Costa, porque num “Fala Brasil” qualquer, uma pediu que a outra se calasse para não vazar. Foi o suficiente para se instalar uma verdadeira e parece que interminável guerra entre as duas.

Desagradável e pior é que tudo jogando contra o resultado final do trabalho.

José Loreto caracterizado como o malandro Bonitão, em “Cidade Proibida”, série que se passa no Rio dos anos 1950. Ele vive à custa de moças e madames que seduz em troca de algum sustento. Estreia da Globo em setembroDivulgação

TV Tudo

Pensa que não?

Entre votos contra e a favor, o árbitro de vídeo vai se tornando uma realidade no futebol. Nos jogos decisivos da “Libertadores” ele já será acionado, assim como em outras competições importantes.

E também não vai demorar muito pra começarem a xingar a mãe dele.

Ao vivo

Uma quarta-feira de trabalho, o dia inteiro, para o Gugu na Record.

Além do ao vivo, estão programadas as gravações de mais dois programas.

Bolsa de apostas

O contrato do Gugu Liberato com a Record vai até dezembro e desde agora já existem especulações se irá renovar ou não.

As partes, por enquanto, ainda não sentaram para conversar. 

Outro papo

Não será nenhuma surpresa para esta coluna se no ano que vem, deixarem de existir os programas atuais do Gugu, Mion e Sabrina na Record.

O que não significa no rompimento de relações com nenhum deles. A tendência é que todos passem a trabalhar com formatos, a exemplo da Xuxa com o “Dancing Brasil”, e que no entender da casa deu muito certo.

Cantinho sentimental

Chegou ao fim o namoro da estrela do SBT, Larissa Manoela, com o também ator Thomaz Costa.

A informação é que a fila andou.

Passando a limpo

Raimundo Lima, da engenharia do SBT, esclarece que não houve nenhuma alteração no sinal analógico do SBT, tudo ao contrário do que foi publicado aqui:

“são 3 sinais que abastecem as regionais e afiliadas – analógico e Digital (principal e stand by). O sinal digital stand by era SD (4.3) e passou a ser HD (16.9)”.

Foi só o que existiu e não causou transtornos para as mais 100 emissoras.

Audiência – 1

A final entre Brasil e Itália pelo Grand Prix feminino de vôlei, domingo passado alcançou 10,5 milhões de telespectadores, considerando os canais de TV aberta e fechada que transmitiram a partida nas 15 regiões metropolitanas pesquisadas pela GfK.

Em seus quatro jogos, a seleção brasileira alcançou 18,9 milhões de pessoas, que ficaram em média 47 minutos torcendo pela seleção em cada um dos jogos.

Audiência – 2

A análise da GfK sobre as quatro partidas mostra certo equilíbrio entre os perfis de telespectadores.

As mulheres foram maioria, com 50,4%. A classe predominante foi a C (50%), seguida pelas classes AB (30%) e DE (20%). Pessoas com 50 anos de idade ou mais formaram 38% do público, seguidas por indivíduos de 35 a 49 anos, com 25%. 

Fim de linha

O programa “Face a Face”, apresentado por Adriane Galisteu no Band News, ficará no ar até o próximo dia 15, Depois, fim.

Trata-se de algo, segundo a Comunicação da emissora, “combinado há mais de um mês”.

Esquisito

Casagrande, de óculos escuros, no estúdio do “Globo Esporte-SP”, também é qualquer nota.

Conjuntivite?

Bate – Rebate

Anderson Cheni, no Comunique-se, informou as dispensas de Milton Blay e Frank Fortes pela rádio Bandeirantes...

... É a velha história do trocar um por meia dúzia...

... Ou o estágio no lugar da experiência...

... Não por acaso os resultados da Bandeirantes, como imagem e audiência, em nada lembram o seu passado.

A Record vai indo bem, obrigado, com a escalação de “Apocalipse”, a próxima bíblica, de Vivian de Oliveira, que vem por aí...

... Nas últimas horas foram definidas as contratações de Jandir Ferrari, Débora Kalume e Laís Pinho, que vem de “Rock Story”, na Globo.

O Discovery Kids estreia dia 28, às 9h e às 18h50, “Mini Beat Power Rockers”, uma série produzida por Juan José Campanella...

... Campanella é diretor argentino, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro de 2010 por “O Segredo de Seus Olhos”...

...  “Mini Beat” apresenta uma divertida banda multicultural formada por bebês que gostam de fazer música....

... Para promover a série, o Kids trará ao Brasil, dia 24, os produtores executivos Juan José Campanella e Gáston Gorali.

C´est fini

O ex-jogador Juninho e o jornalista Flávio Prado promovem nesta quinta-feira, a partir das 20h, na Pizza Paulista 10, a sexta edição de um evento em prol da Associação Cruz Verde, referência em paralisia cerebral grave, particular e filantrópica.

Carlos Alberto de Nóbrega, Cuca, Muricy Ramalho e Vampeta estão entre os muitos convidados.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

 

Últimas de Diversão