Novo reforço da Estácio, Dominguinhos ganha recepção calorosa na quadra

Apresentação do cantor que retorna à agremiação após 18 anos é marcada pela emoção

Por O Dia

Rio - "A saudade apertou e eu voltei". Ao som do samba exaltação "Pavilhão do amor", Dominguinhos foi ovacionado pelo público que prestigiou a feijoada da Estácio neste domingo. Após 18 anos, o veterano intérprete foi apresentado como novo reforço da agremiação e não conteve as lágrimas.

Dominguinhos foi recepcionado pelo presidente Leziário Nascimento e Leandro Santos, com quem terá a responsabilidade de defender o samba na Avenida. Após a calorosa recepção, o veterano relembrou clássicos como "O ti-ti-ti do sapoti", "Arte Negra na legendária Bahia" e "Paulicéia Desvairada".

Dominguinhos se emocionou durante recepção na Estácio e ganhou carinho do presidente Leziário e do intérprete LeandroDayse King / Divulgação


"A Estácio é e sempre será a minha casa. Aqui eu comecei minha trajetória no samba. Ser recebido de maneira tão calorosa não é pra qualquer um, só o estaciano sabe fazer isso", disse o sambista, que estreou em 1971 na extinta Unidos de São Carlos.

Dominguinhos foi agraciado com o Troféu Leão de Ouro, condecoração ofertada pelos longos serviços prestados a agremiação. O cantor que aniversariou na última semana ganhou da diretoria e admiradores da escola um bolo para comemorar mais um ano de vida.

O evento foi encerrado com a participação dos segmentos da Estácio e da bateria Medalha de Ouro, comandada por Mestre Chuvisco.

Veterano está de volta à Estácio após 18 anosDayse King / Divulgação