Por raphael.perucci

Rio - O departamento cultural da Portela exibirá, na próxima terça-feira, dia 10, às 20h, na quadra da escola (Rua Clara Nunes, 81), o documentário “Candeia: eu sou povo”. A exibição da obra, de 83 minutos, vai marcar a inauguração do Cine Samba da azul e branco que leva o nome do compositor, autor de clássicos como “Dia de graça” e “Pintura sem arte”.

Candeia é um dos maiores sambistas de todos os temposDivulgação


O filme, que tem direção de Bruno Barcellar, Luis Fernando Couto e Regina Rocha, lançado em 2007, conta a trajetória de Antonio Candeia Filho, que se estivesse vivo teria completado 78 anos em agosto, como símbolo de resistência cultural com a criação da escola de samba Quilombo.

Como a capacidade do Cine Samba Candeia é limitada, os interessados em assistir devem enviar e-mail para [email protected] A entrada é franca. Ao final da exibição, haverá debate.

Você pode gostar