Por rafael.arantes

Rio - Enquanto celebridades da música como Péricles e Pedro Luis estão bombando nas disputas de samba para 2014, o Salgueiro conta com um legítimo "prata da casa" concorrendo. Entre os nove sambas que ainda restam na escola da Tijuca, um deles é liderado pelo músico Fred Camacho, nascido e criado na comunidade da Vermelha e Branca e que aparece na disputa pela pela primeira vez.

Dez anos após se desligar do posto de cavaquinista oficial, o músico continua integrando a escola na bateria de mestre Marcão. No entanto, para 2014, resolveu mostrar seu talento como compositor.

"Não subia no palco do Salgueiro há 10 anos. Fazia muito tempo que não estava ali e hoje é uma alegria muito grande poder estar concorrendo. É uma felicidade muito grande ver a comunidade cantando esse samba, me apoiando. É uma composição com a cara da Vermelho e Branco, com o estilo do Quinho, de alguém que é salgueirense. Sou um cara nascido e criado no Salgueiro, sou cria de lá. Desfilei seis anos tocando cavaquinho e, desde os 15, faço parte da bateria. Hoje, ao completar 36 anos, sigo concorrendo na disputa para o próximo ano", comentou.

Fred Camacho conta com o apoio de Dudu Nobre no SalgueiroReprodução Internet

Amigo particular de Dudu Nobre, com quem já trabalhou por cerca de sete anos, Fred está contando com o apoio do companheiro na disputa. Ajudando a defender o samba do amigo no palco, Dudu não esconde o total incentivo e torcida para o samba da "parceria 9", fato que é muito festejado por Fred.

"O Dudu é um grande amigo. Toquei com ele por sete anos, somos parceiros de longa data. Nos conhecemos desde a época de Aprendizes do Salgueiro. Hoje conto com o apoio dele no meu samba, o que é uma honra muito grande. Ter esse incentivo é muito importante, só tenho a agradecer a ele, assim como a todos que estão do nosso lado", comentou.

Carreira de sucesso fora do Carnaval

Enquanto a agenda no samba segue dedicada ao Salgueiro, Fred coleciona alegria na carreira profissional. Após diversos trabalhos com grandes nomes da música brasileira, o compositor lançou neste ano seu primeiro CD solo após emplacar grandes sucessos gravados por nomes como Zeca Pagodinho, Maria Rita e Arlindo Cruz. No entanto, a frequência de shows diminuiu também em função do samba na Vermelha e Branca.

"Olha, continuo com a carreira. Já estou com aproximadamente 100 músicas gravadas. Monobloco, Ana Costa, Maria Rita, Zeca Pagodinho... Tenho alcançado sucesso neste ponto. Estou fazendo bastante coisa, tenho tocado também fora do Carnaval, mas acabei dando uma interrompida para me dedicar à esta fase no Salgueiro. Totalmente dedicado", concluiu.

O samba de Fred junto com Getúlio Coelho, Guinga e Beto Lima continua na disputa ao lado de mais oito parcerias. A escolha do hino oficial para 2014 acontece no dia 11 de outubro.


Você pode gostar