Portela terá mascarados para falar dos protestos

Carnavalesco Alexandre Louzada promete surpresa em ala vestida de ‘ V de Vingança’

Por O Dia

Rio - É com uma ala de mascarados que a Portela pretende levar o recado das manifestações para Sapucaí no ano que vem. Com enredo sobre a Avenida Rio Branco, a agremiação de Madureira e Oswaldo Cruz terá um setor exclusivo dedicado à política e um carro alegórico sobre os tempos de democracia. Mais de 100 componentes vão desfilar com a máscara do filme ‘V de Vingança’, em alusão ao grupo Anonymous, que está sempre nos protestos de rua. Nas mãos, os portelenses vão levar identidade gigante com foto.

“Vamos cumprir a lei também. Não é para se identificar? Então nós iremos bem identificados”, revelou o carnavalesco Alexandre Louzada, que promete dar um toque estilizado às máscaras. “Vai ter uma surpresa que só vamos mostrar na Avenida”, completou, misterioso.

Carnavalesco Alexandre Louzada conta ainda que ala vai retratar conflitos entre manifestantes e policiais%3A ‘Não queremos atacar nenhum governo’André Mourão / Agência O Dia

Ainda no setor político, uma ala vai retratar os conflitos entre manifestantes e policiais. A fantasia terá cassetetes para representar a polícia e óculos de proteção, utilizados por ativistas para conter bombas de gás e spray de pimenta. “Não queremos atacar nenhum governo. A ideia é mostrar o que acontece na Rio Branco e fazer uma homenagem ao engajamento do povo”, explica Louzada.

Um carro alegórico virá no meio do setor para representar a democracia. O ‘vem pra rua’, mensagem mais falada nos protestos, vai ganhar destaque na alegoria ao lado de cartazes de repúdio aos atos de vandalismo. “Vamos exaltar o patriotismo. Vai ter muito verde e amarelo”, garantiu o carnavalesco.

A máscara inspirada no filme era adereço comum nas manifestaçõesReprodução

Da Revolta da Chibata aos cadeirantes

Um grupo de cadeirantes vai protestar de verdade na Sapucaí. Eles levarão demandas próprias, como melhoria na mobilidade urbana, para dar realidade às manifestações. “É uma oportunidade de dar visibilidade à classe”, opinou o carnavalesco.

O ponto mais dramático do desfile promete ser a ala sobre a Revolta da Chibata. Nas fantasias, terá de sangue a arame farpado para reproduzir o sofrimento dos marinheiros. “Vai ser bem forte, mas muito expressivo”, garantiu Louzada. A chegada dos escravos ao Rio pelo cais também será representada com grades, correntes e mordaças.

Integrantes da Portela fazem festa após desfile de fantasiasJ Ricardo / Divulgação


Participação da comunidade

Se a vitória do Carnaval depender da participação da comunidade no desfile, a Portela terá grandes chances de ser campeã ano que vem. Para 2014, serão 25 alas comunitárias, quatro a mais do que no Carnaval deste ano.

As fantasias para as alas comerciais devem começar a ser vendidas mês que vem. O valor ainda não foi definido, mas deve ser mais de R$ 1 mil. Na última segunda-feira, os presidentes de alas estiveram no barracão para a apresentação dos protótipos.