Por nara.boechat

Rio - A Cidade do Samba voltou a ser palco de um grande evento nesta terça-feira. Após o lançamento do CD/DVD do Grupo Especial, na segunda, a casa dos sambistas sediou a festa da Série A, organizada pela Lierj. Com direito a show do grupo Clareou iniciando as atividades, as 17 escolas do grupo de acesso subiram ao palco para se apresentar e mostrar o que preparam para o Carnaval de 2014.

>> GALERIA DE FOTOS: Veja como foi a festa na Cidade do Samba

Com a apresentação de Milton Cunha, assessorado por Machine e Jesus, e ao som de uma bateria formada por integrantes das 17 agremiações da Série A, sob o comando de Leonardo Bessa, intérprete e produtor do CD, o evento foi com casa cheia e muita confraternização. No palco, as escolas contaram com as presenças de seus mestres de bateria, casais de mestre-sala e porta-bandeira, intérprete e os autores de cada obra para marcar suas apresentações.

Casal mirim da Porto da Pedra arrancou aplausosDiego Mendes / Divulgação

Como surpresa, a Tradição, segunda escola a se apresentar no evento, contou com Neguinho da Beija-Flor, compositor do samba reeditado. O intérprete cantou ao lado de Marquinhos Silva e chegou a se emocionar ao falar sobre a sensação de ver seu samba novamente indo para a Sapucaí: "É uma emoção muito grande. É reviver mais de três décadas e com um samba que homenageia o pai do meu amigo e querido presidente da Tradição", comentou.

Em Cima da Hora e Paraíso do Tuiuti também vão reeditar sambas antológicos, "Os Sertões" e "Kizomba", respectivamente, mas a maior surpresa entre as duas apresentações foi a presença de Ricardinho em seu primeiro grande evento oficial após o retorno para a escola de São Cristóvão, já que o mestre foi apresentado há cerca de duas semanas numa festa na quadra da escola.

Corte Real prestigiou evento e posou com o presidente da Lierj, Déo PessoaDiego Mendes / Divulgação

Mais para o fim da festa, as melhores colocadas do desfile de 2013 fizeram a festa. Primeiro, o Império Serrano emocionou ao subir no palco e contar com a presença de Quitéria Chagas, agora rainha da escola, fazendo um belo discurso e exaltando sua relação com a Serrinha. A apresentação de Clóvis Pê, que vem apostando em jovens talentos para compor sua equipe de carro de som, também levantou o público.

No entanto, para fechar com chave de ouro, a vice-campeã Viradouro fez uma verdadeira festa na Cidade do Samba. A voz de Zé Paulo, que fará sua estreia pela Vermelha e Branca no próximo Carnaval sacudiu a Cidade do Samba ao entoar a obra feita por Dudu Nobre, Arlindo Neto e cia. 

Você pode gostar