Por rafael.arantes

Rio - A Mangueira vive uma grande expectativa com o lançamento de seu projeto de patrocínio por financiamento coletivo, no entanto, o andamento dos trabalhos rumo ao desfile também tomam conta da Verde e Rosa. Com os preparativos a todo vapor em seu retorno para a Estação Primeira, Carlinhos de Jesus admite que vem vivendo um misto de ansiedade e nervosismo, mas garante que está muito feliz em ter voltado para sua escola do coração da maneira como desejava: ao lado da nova gestão.

"Estou tendo que segurar a emoção e acredito que tudo dará certo. Nós queremos voltar a vencer. Ter ficado esse tempo longe da Mangueira foi uma opção minha. Foram dois anos junto ao jornalismo, além de outros projetos longe do Carnaval. Depois, quando estive de volta, esperei o momento certo para estar aqui de novo. A condição de retornar para a Verde e Rosa era ter exatamente essas pessoas no comando. Estou muito feliz agora", afirmou.

Carlinhos de Jesus está empolgado com o Carnaval da MangueiraReprodução Internet

Ainda sobre o retorno, Carlinhos também exaltou a oportunidade de trabalhar ao lado de profissionais em que se espelha. Mais um ano ao lado da Carnavalesca Rosa Magalhães foi festejado.

"É como estar de volta para casa. Fui bem recebido em todos os lugares que passei, mas aqui é diferente. Estou tendo mais uma vez a honra de trabalhar ao lado da Rosa e com pessoas incríveis como o Chiquinho, Sr. Elmo, Alvinho... Na verdade eu tenho muita coisa para agradecer à Rosa. É sempre uma honra para mim trabalhar ao lado dela. Agora estamos vivendo numa grande adrenalina e o nosso objetivo e ver nossa escola campeã novamente", concluiu.

Com o enredo "A festança brasileira cai no samba da Mangueira", a Verde e Rosa será a quarta escola a desfilar no domingo de Carnaval. O último título da escola foi em 2002, quando levou o enredo "Brazil com 'Z' é para Cabra da Peste, Brasil com 'S' é a Nação do Nordeste", do carnavalesco Max Lopes.

Você pode gostar