Por raphael.perucci
Luis Carlos Magalhães vai ministrar curso Lucia Pinto

Rio - Como uma atividade meramente recreativa, criação de filhos e netos de escravos, se transforma na grande festa brasileira e, para muitos, no maior espetáculo da terra?. É isto que a Cinédia Criativa se propôs a mostrar através de cinco encontros com o pesquisador Luis Carlos Magalhães, comentarista de Carnaval da Rádio Tupi, colunista do site Carnavalesco, e diretor cultural da Portela.

O curso abordará a folia de uma maneira geral, com ênfase nas escolas de samba a partir da formação da população carioca, as imigrações, a presença dos baianos e das tias baianas. A influência do Recôncavo e formação da Pequena África de tia Ciata também serão lembradas.

Os encontros vão abordar ainda as transformações urbanísticas da cidade, os diversos espaços sociais do Carnaval de rua das primeiras décadas do século passado e a influência dos diversos ritmos e danças na formação do samba carioca.
Publicidade
A evolução da canção carnavalesca, ranchos, cordões, as três gerações de blocos de rua e a formação e desenvolvimento das escolas de samba serão outros capítulos que também são debatidos.
O curso acontecerá entre 21 de janeiro e 18 de fevereiro, na Cinédia Criativa (Rua Santa Cristina, 5, perto da estação Glória do Metrô). As aulas serão sempre às terças feiras, das 19h às 21h. O telefone para informações é 2221-2633, e o email [email protected] As inscrições estão abertas e custam R$ 150.
Você pode gostar