Por thiago.antunes

Rio - Em uma sala pequena, mas repleta de luxo, derivado de centenas de plumas e paetês, funciona um dos setores mais importantes do barracão da Acadêmicos do Grande Rio. É no ateliê da estilista Michelly X que as fantasias dos grandes destaques da agremiação tomam forma. Neste Carnaval, a profissional transexual tem, pelo menos, dois desafios: desenvolver 26 fantasias de famosos—quase o dobro do ano passado— e reproduzir um vestido idêntico ao usado por Maysa, que é enredo da escola, junto com a história de Maricá, em um dos shows internacionais mais importantes da cantora.

A transexual Michelly X%2C que há três anos veste os famosos no desfile da Grande Rio%2C prepara muito luxo para o figurino de 26 celebridadesErnesto Carriço / Agência O Dia

O figurino inspirado na artista será usado pela cantora Tânia Mara, mulher do único filho de Maysa, o diretor de TV Jayme Monjardim. Tânia vai interpretar a sogra no último carro que fala sobre a década de 70. “Ela (Tânia) vai ser a grande diva do desfile. E o vestido que Maysa usou no show em Paris coube perfeitamente no contexto”, detalha Roberto Vilaronga, historiador da equipe do carnavalesco da escola, Fábio Ricardo.

Com experiência na alta costura de São Paulo e grandes desfiles de moda no currículo, como o Monange Dream Fashion Tour de 2011, em que confeccionou corseletes para as modelos, Michelly encara há três anos a responsabilidade de vestir famosos na Grande Rio. Com seu jeito calmo e esbanjando simpatia, a estilista consegue, quase sempre, domar a mulherada que reclama dos figurinos.

“É bem estressante porque tem algumas famosas que pedem para mudar tudo. Eu tento ter jogo de cintura para convencê-las a seguir o croqui. Tem vezes que dá, mas quando elas reclamam muito, eu acabo mudando sim”, conta Michelly.

O material utilizado pela estilista vai de macacão de Nova Iorque até cristais Swarovski. Os demais tecidos ela faz questão de trazer de São Paulo, onde tem um ateliê. No vestido vermelho de Maysa, Michelly vai utilizar cristais gigantes para valorizar a peça. “É um vestido belíssimo e requer muita dedicação”, declara.

Neste Carnaval, passarão pelas mãos da estilista 26 famosos, como Cathy Guetta — mulher do músico David Guetta — e as atrizes Suzana Vieira, Mariana Ruy Barbosa, Paloma Bernardi e Débora Rodrigues. O figurino da estreante rainha de bateria Christiane Torloni, inspirado em um vaga-lume, terá muito brilho e pedraria. A atriz já fez a prova do figurino. E adorou o modelito, garante a estilista.

Abre-alas com musas de topless

Com o enredo ‘Verdes Olhos de Maysa sobre o mar, no caminho: Maricá’, o desfile da Grande Rio começa com a história da cidade sob a visão da cantora, que passou os últimos anos de vida no município. O carro abre-alas terá várias intérpretes da artista e 26 mulheres de topless.

O carnavalesco Fábio Ricardo prepara um desfile com “tudo o que Maysa gostava” em Maricá%2C onde ela morouErnesto Carriço / Agência O Dia

A religiosidade local será contada por um setor inteiro e terá uma alegoria dedicada à fé em Nossa Senhora do Amparo, padroeira de Maricá. O cientista Charles Darwin, que passou anos em uma fazenda local para elaborar pesquisas, também será lembrado no desfile.

O trem que tanto serviu à região décadas atrás, ganhará reprodução em um dos carros da escola. O fim do desfile tem a cantora Tânia Mara caracterizada como Maysa. “Será um carro psicodélico. Vai ter tudo que a Maysa gostava. Desde o piano até o fusca”, revela o carnavalesco.

Estrelas terão um camarim exclusivo

Acostumada com os burburinhos em torno das fantasias, que muitas vezes são motivo de ciúmes entre as famosas, Michelly X passou a atender todas as celebridades em um camarim separado de seu ateliê no barracão. “Não trago ninguém para o ateliê porque elas (as famosas) sempre ficam bisbilhotando o figurino das outras”, conta a estilista. 

Por estar sempre envolvida com artistas, Michelly conquistou amigas e clientes. A atriz Susana Vieira é uma delas. “Ela me adora!”, declara.

Você pode gostar