Viradouro é a grande campeã da Série A e volta para o Grupo Especial

Escola homenageou a cidade de Niterói em grande estilo e fez um desfile com alegorias luxuosas e ricamente iluminada

Por O Dia

Rio - A Unidos do Viradouro foi a escola campeã da Série A. A torcida, muito empolgada, estava bastante confiante com o título. A escola de Niterói volta agora para disputar com as agremiações do Grupo Especial, que teve a Unidos da Tijuca como a grande vencedora deste ano. Já a União de Jacarepaguá, Rocinha e Tradição desceram para Grupo de Acesso B e vão desfilar em 2015 na Avenida Intendente Magalhães, no Campinho, na Zona Norte do Rio. O resultado foi divulgado nesta quarta-feira. 

Unidos de Padre Miguel, Porto da Pedra e Acadêmicos do Cubango completaram as cinco primeiras colocações. União de Jacarepaguá, Rocinha e Tradição foram rebaixadas para a Série B. “Acho que não há nada melhor do que isso. Para um cara que é cantor e sambista, conquistar a empatia do público é o que realmente conta. E a gente conseguiu ter esta relação com a galera”, comemorou o presidente da escola, Gusttavo Clarão, ex-vocalista do grupo Clarão da Lua.

Viradouro arrebatou a Sapucaí e fez o melhor desfile da noiteFabio Gonçalves / Agência O Dia

Formado em Medicina, o presidente da Viradouro decidiu largar tudo para abraçar a escola em 2010, ano do rebaixamento, após a renúncia do então presidente Marco Lira. Eleito para um mandato-tampão de um ano, acabou reeleito em 2011 e anunciou que quer continuar à frente da escola. “Nunca pensei em ser presidente de escola de samba. Mas larguei tudo para trazer a Viradouro de volta. Agora que consegui, vou sair?”, brincou.

A Viradouro veio com um desfile apoteótico e praticamente perfeito. Empolgante do início ao fim, a escola homenageou a cidade de Niterói em grande estilo. Composto por Dudu Nobre e parceiros, o samba-enredo foi cantado a plenos pulmões pelos componentes. Em sua estreia na Vermelho e Branca, o intérprete Zé Paulo teve uma grande atuação, assim como a bateria de mestre Pablo. Merece destaque ainda o excelente trabalho do carnavalesco João Vitor Araújo, que impressionou com alegorias luxuosas e ricamente iluminada

Últimas de Carnaval