Por nicolas.satriano
Rio - O Carnaval já começou no Vidigal. Todas as sextas-feiras, a escola que leva o nome da favela faz ensaio aberto no pé do morro e tem atraído mais de duas mil pessoas de todos os cantos para assistirem ao renascimento do samba na favela da Zona Sul.
“Até 1987, desfilávamos e estávamos quase virando escola de samba oficialmente, mas perdemos e a comunidade desanimou”, conta Rodrigo Alves, de 34 anos, presidente da agremiação. Se a tristeza do passado fez com que a festa do povo fosse deixada de lado, a esperança de chegar ao grupo especial reacendeu o Vidigal. “Passamos de bloco de embalo para de enredo e faremos um desfile digno de Sapucaí em Bonsucesso.” O grupo desfilará no dia 14, às 20h40, na Avenida Mendes de Moraes. “Estamos nos esforçando para valer para levar para a Avenida um carnaval digno de subir de grupo.”
Acadêmicos do Vidigal promete desfile de Grupo A%2C em BonsucessoPaulo Araújo / Agência O Dia

A expectativa de Rodrigo e dos mais de 300 componentes que desfilarão é que em três anos a Acadêmicos do Vidigal chegue ao Grupo A. “Estamos trabalhando muito para isso acontecer, não temos nem dormido direito, mas tudo bem, a escola merece.” O amor que o presidente da Verde e Branca tem é compartilhado por todos e cultivado desde pequeno, que o diga a passista Ana Júlia Freitas de Almeida, de 11 anos, que está indo para o seu segundo Carnaval. “Tô muito nervosa, mas via a minha mãe sambando e também queria fazer isso”.

Publicidade
Com o renascimento da escola, outras manifestações carnavalescas estão pipocando pelo Vidigal, uma delas é o Bloco da Chaleira, que não ia para as ruas há 21 anos e fez sua reestreia no último sábado e promete fazer novo desfile ainda este mês. “Vamos para as ruas com uma chaleira na mão, arrecadando verba, depois compramos bebida e distribuimos na chaleira mesmo”, conta Marcelo da Silva, presidente da Associação de Moradores. “Queremos fazer um resgate do Carnaval no Vidigal e mostrar que pode ser tão bom quanto a Sapucaí, aqui não é elitizado.” André Govi, um dos organizadores do bloco confirma. “Andamos parados por uns anos, mas agora o Vidigal voltou a ser terra do Carnaval.”
Confete
Publicidade
Ingressos
Os ingressos de arquibancadas populares dos setores 12 e 13, para os desfiles do Grupo Especial, serão comercializados amanhã. A venda deverá ser feita pelo telefone e o preço será igual ao do ano passado, R$ 10. O pagamento e a retirada dos ingressos acontecerão no sábado, atrás do Setor 11, das 9h às 15h. Para o setor 12, o telefone de venda é 3445-0012, e o 13, 3445-0013. Cada comprador poderá adquirir até quatro ingressos.
Samba Trançado
O bloco Samba Trançado (foto) faz sua estreia nesta quarta-feira, no bar Beco do Rato (Rua Joaquim Silva, 11), na Lapa, às 20h. Durante o evento, será apresentado o clipe do grupo, que traz a música ‘Maracujá’, do compositor Mombaça, parceiro de Mart’nália e idealizador do bloco. O ingresso custa R$ 20 e tem meia-entrada para estudantes.
Publicidade
Preta Gil vai animar a 13ª Feijoadíssima da Grande Rio que a agremiação vai promover, no dia 7, no Hotel Royal Tulip, em São Conrado, a partir das 13h. Além da cantora, a cantora Danni Lima e Chacal do Sax estão confirmados.
O bloco Samba Trançado faz estreia nesta quarta-feira no Beco do RatoDivulgação

A bateria de Mestre Thiago Diogo, os reis de bateria David Brazil e Susana Vieira e passistas da escola de Duque de Caxias vão dar uma prévia do que a agremiação vai apresentar no domingo de Carnaval. O ingresso custa R$ 200.

Mais informações pelo telefone (21) 3228-2828, pelo e-mail [email protected] ou no barracão da Grande Rio, que fica na Rua Rivadávia Correia, 60, na Gamboa. O Hotel Royal Tulip fica na Rua Aquarela do Brasil, 75, em São Conrado.
Publicidade