Sorteio define o posicionamento dos jurados das escolas de samba

Ao todo são 36 jurados divididos em 9 quesitos

Por O Dia

Rio - A Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro ) sorteou nesta segunda-feira a posição dos julgadores nos quatro módulos ao longo da passarela no desfile do Grupo Especial para o Carnaval na Sapucaí. Eles terão a responsabilidade de definir, com notas de 9 a 10 (fracionadas), a campeã após um ano de polêmicas, que provocaram mudanças implantadas para 2015.

Ao invés de 40, como em 2014, serão 36 jurados divididos entre 9 quesitos, já que conjunto não será mais avaliado. Entre eles, 20 são estreantes no júri do Grupo Especial: sete vieram da Série A, como a bailarina Monica Barbosa, e outros 13 terão a primeira experiência no júri, como o maestro Carlos Eduardo Prazeres e o professor José Roberto Lages. Este ano, os desfiles começam às 21h30m, em vez das 21h.

A mudança chama atenção no quesito samba-enredo, que terá 4 novos julgadores. Conforme o DIA publicou em janeiro, um dos jurados deste quesito, o maestro Prazeres, nunca esteve na Sapucaí. “É uma fatalidade do destino. Mas já pulei muito carnaval em Salvador, Olinda. Desde criança, eu participo de samba e a televisão mostra praticamente tudo o que acontece lá”, disse o julgador, fundador da Orquestra Maré do Amanhã.

Historiador especializado em cultura do samba, Luiz Antonio Simas criticou a escolha do jurado: “Existe uma cultura que você só adquire estando presente no desfile da escola. É importante esse contato direto com o mundo do samba. Senão era só passar um CD e ele diz se gosta da música”.

Motivo de discórdia no ano passado, o quesito fantasia também terá reformulação total. Uma das estreantes é a produtora de moda Helenice Gomes. “Não vou falar do que passou, mas me sinto totalmente preparada para julgar com carinho e atenção. É uma responsabilidade muito grande, mas importância deste quesito é igual a todos os outros”, disse a produtora.

Segundo o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, a expectativa é de um julgamento que não cause tantas polêmicas quanto no último desfile. “A nossa intenção é aprimorar e renovar o júri. As pessoas que estão chegando são especialistas em suas áreas. E os que vieram do acesso foram os que mais se destacaram”, afirmou.

A ausência do quesito conjunto neste ano servirá como teste. “Vamos sentir o que as escolas vão identificar como resultado desse ano para decidir se mantemos assim”, disse Castanheira.

Paes estreia na folia no ES

?O prefeito Eduardo Paes vai estrear no Carnaval capixaba. Convidado para desfilar na escola Independente de Boa Vista, ele estreia na ‘Sapucaí’ de Vitória — chamada de Sambão do Povo — na madrugada deste sábado. A agremiação, que foi campeã do Grupo Especial de 2014, vai levar para a Avenida o aniversário do Rio de Janeiro. Com o enredo “Rio de 450 Janeiros… A Boa Vista exalta as belezas e os encantos da Cidade Maravilhosa!”.

O Grupo Especial tem ainda Unidos da Piedade, Unidos de Jucutuquara, Novo Império e Mocidade Unida da Glória. Apesar do tema favorável à promoção da capital carioca, a prefeitura do Rio, segundo a assessoria do município, não ajudou financeiramente a escola do Espírito Santo. O convite para Paes partiu do prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia Júnior, o Juninho (PPS). Os dois vão vir à frente do desfile, previsto para começar às 2h, no dia 7. Paes não vai usar fantasia. Ele deve vestir apenas uma camiseta da ‘diretoria’ da agremiação.

A Vermelha e Branca será a quarta escola a pisar na Avenida. Este ano, ela vai tentar seu quarto título na folia capixaba. Os outros foram conquistados em 2010, 2012 e 2014. O prefeito Juninho é uma espécie de anfitrião da agremiação do bairro Itaquari, em Cariacica.

Bumbum de Paolla Oliveira cai nas graças dos foliões e fantasia é uma das mais vendidas

A exuberância da atriz Paolla Oliveira — que parou o país em uma cena da minissérie ‘Felizes para sempre’ — também vai repercutir no Carnaval. Os foliões do Rio já procuram imitações das nádegas da atriz no comércio popular da Saara, para serem usadas como fantasia em referência à personagem Danny Bond. Os lojistas já oferecem o enfeite com o nome de “bunda da Paolla Oliveira” e notaram que, depois que a cena foi ao ar, houve um crescimento de 15% nas vendas do acessório em relação à 2014.

“Acredito que a alta nas vendas seja por conta da cena que parou tudo”, disse Denise Silva, gerente da loja Carla Festa. Para a vendedora Damaris da Silva, da loja Brink Mania, o acessório virou o item mais procurado. “É a fantasia deste Carnaval”, afirmou Damaris.

As amigas Elizabeth e Kelly experimentam bumbuns de borracha para fazer sucesso nos blocos como a personagem de Paolla OliveiraFabio Gonçalves / Agência O Dia

As amigas Elizabeth Claudino e Kelly Aragão, ambas com 32 anos, procuravam fantasias para a folia e gostaram dos bumbuns de borracha que encontraram na loja Carla Festa. “A Paolla Oliveira está fazendo sucesso. Vamos ver se a gente também faz”, brincou Elizabeth que testou o acessório de R$ 3.

Nas lojas de produtos carnavalescos, a criatividade dos foliões não tem limite, assim como a vontade de desfilar. Somente Helena Moreira, 29, comprou tecidos para fazer oito fantasias, uma para cada bloco. “Não gosto de repetir fantasia. Prefiro fazer porque é mais divertido e, muitas vezes, não encontro o que quero”, contou a analista de documentação.

Os aficionados por séries também vão colocar na rua seus personagens favoritos. A produtora de eventos Helena Jordão, 35, comprou tecido para fazer um vestido usado por Khaleesi, do seriado ‘Game Of Thrones.’ “Vou usar tecido azul brilhante e dragões porque ela é mães dos dragões”, explica Helena, que gastou R$ 50 e quer fazer a roupa até o fim de semana.

Reportagens de Christina Nascimento, Lucas Gayoso e Helio Almeida

Últimas de Carnaval