Por nicolas.satriano

Rio - O Carnaval oficial no Rio é só no fim de semana, mas as mudanças no trânsito já começam a partir das 23h de quinta-feira. A Riotur pediu que os motoristas evitem o Centro a partir de sexta-feira. “Este ano será bastante trabalhoso devido a todas as alterações. E o esquema de mobilização será maior”, afirmou o secretário de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, pedindo a cariocas e turistas que priorizem o transporte público, em especial trem e metrô. O órgão espera 5 milhões de foliões no Rio, sendo 917 mil turistas.

As interdições no Centro serão feitas gradualmente. O primeiro fechamento, às 23h da quinta, será da Via Binário do Porto, para a passagem dos carros alegóricos. A via será interditada no sentido Centro, na altura da Av. Professor Pereira Reis, com desvio pelas ruas Barão da Gamboa, Gamboa, Livramento, Sacadura Cabral e Camerino. As mesmas interdições ocorrem das 22h de sexta até 14h de terça-feira.

Clique na imagem para ampliar e ver as interdiçõesArte O Dia

Na meia-noite de quinta-feira, será fechada a pista central da Avenida Presidente Vargas, sentido da Praça da Bandeira. Os principais bloqueios no Centro, no entanto, só começam as 17h de sexta, quando as duas pistas da Presidente Vargas, do lado do Sambódromo, serão fechadas. A reabertura das pistas só será às 5h da Quarta-feira de Cinzas.

Segundo a Prefeitura, 250 linhas de ônibus terão itinerários alterados. O metrô vai funcionar sem interrupção de 5h de sexta às 23h de terça-feira, com exceção de algumas estações. No sábado, no desfile do Cordão da Bola Preta, que este ano acontece na Presidente Antonio Carlos, a situação do trânsito será ainda mais complicada. A Rio Branco e a Primeiro de Março ficarão fechadas de 6h às 14h30.

A Avenida Graça Aranha, que receberá os blocos de enredo e de embalo que desfilavam na Rio Branco até o ano passado, ficará fechada da meia-noite, de sexta, até as 5h, de quarta-feira, no trecho entre a Nilo Peçanha e a Rua Santa Luzia. Outras vias próximas que serão fechadas são Almirante Barroso e ruas Santa Luzia, Araújo Porto Alegre e México.

Nos dias 15, 16 e 21 , o Aterro do Flamengo será interditado das 18h às 6h do dia seguinte, na pista sentido Centro-Zona Sul para o estacionamento de ônibus de turismo.

Apesar da exigência da Prefeitura para que os blocos solicitem autorização para desfilar, o secretário de Turismo admitiu que grupos ocupam as rua sem autorização. “Não temos como controlar manifestações espontâneas. Se um bloco quiser sair, não temos controle sobre isso”, admitiu.

Ao todo, serão 690 agentes de trânsito atuando na região do Centro e o esquema especial contará com 65 painéis luminosos e 20 reboques. A Secretaria de Ordem Pública também vai reforçar o trabalho de ordenamento das ruas neste período: 779 agentes vão coibir vendedores irregulares e estacionamento em locais proibidos. Serão montadas 34 barreiras no entorno do Sambódromo. Ao todo, 174 vendedores ambulantes foram cadastrados para trabalhar no entorno da Sapucaí, em pontos fixos.

Prefeitura estuda mudança definitiva de blocos

A Passarela do Samba já tem o seu palco, a Sapucaí. Se depender da prefeitura, os principais blocos também terão um endereço para chamar de seu. O prefeito Eduardo Paes disse ontem que depois da folia, avaliará a transferência definitiva para a Presidente Vargas em 2016. “A partir de agora é a Presidente Vargas na cabeça”, comentou sobre a mudança dos blocos da Rio Branco para a via, por conta das obras do VLT. Neste ano, apenas o Bloco da Preta, que desfilou domingo, e o Monobloco, que se apresenta dia 22, desfilaram no local.

“Sempre defendi que o Carnaval fosse ali. As pessoas ficam espalhadas, isso gera menos confusão e atrito”, alegou Paes. Durante o desfile de domingo, a cantora Preta Gil contou que a experiência do desfile ia servir como diretriz para o Carnaval de rua do Rio. “A Presidente Vargas é a melhor opção para os blocos”, disse. Em resposta,Paes brincou: “Vou acatar as ordens da prefeita Preta Gil”.

Preta Gil comandou a folia na Av. Presidente Vargas no domingoCarlo Wrede / Agência O Dia

A produtora Marta Paiva, do Monobloco, que sai dia 22, acredita que a área é boa para abrigar os 500 mil foliões esperados. “A expectativa é que seja melhor por ter mais espaço”. O percurso diminuirá, apesar de o tempo de desfile ser o mesmo: 4 horas. Segundo a Riotur, a única dificuldade a ser enfrentada são os carros do Grupo Especial, que estacionam justamente ali entre sexta e segunda de Carnaval. Isso limita bastante o espaço para desfile dos blocos.

O Corpo de Bombeiros informou que não vê problemas quanto à mudança. Já a Polícia Militar, que divulgará o esquema de policiamento no Carnaval amanhã, aprova o novo endereço. “Por ser mais larga e ter mais pistas, facilita o trabalho da polícia”.

Esquema de trânsito especial para o feriado para quem for sair do Rio

Quem estiver de saída do Rio no período de Carnaval vai encontrar esquemas de trânsito especiais no período. Entre 11 e 18 de fevereiro, a CCR Ponte prevê que mais de um milhão de veículos deve passar pela Ponte Rio-Niterói.

A empresa que administra a via contará com reforço com equipes, que ficarão localizada em pontos estratégicos, viaturas, motos, reboque e ambulâncias UTI. Além disso a concessionária já começou a campanha 'Viagem Segura', que vai orientar quem for viajar.

A BR-116 terá reforço na operação a partir de amanhã e seguirá até domingo, dia 22. Haverá esquema de agentes e sinalização especiais em pontos de maior fluxo, como Campos, Niterói e Itaboraí. Será instalada uma faixa reversível, que funcionará no período diurno e irá se estender na pista sentido Região dos Lagos e Norte Fluminense, desde a praça do pedágio de São Gonçalo, no km 299, até o km 291, em Itaboraí. A previsão é que 360 mil veículos passem em ambos os sentidos do trecho entre Niterói e Campos.

A Via Lagos, no trecho que vai até São Pedro d’Aldeia, inicia amanhã um esquema especial no tráfego. A expectativa é que cerca de 443 mil veículos passem durante o feriado. Para maior fluidez no trânsito, as obras que estão instalando divisórias nas pistas estarão suspensas. Na Via Dutra, a operação especial começa na sexta-feira, com implantação de pista reversível no retorno do feriado. 


Você pode gostar