Rainha de bateria troca posto para ser presidenta da Tradição

Raphaela Nascimento, de apenas 23 anos, trocou reinado e é a mais nova dirigente da agremiação. 'Ainda é estranho', diz

Por O Dia

Rio - 'Minha presidente, sua água’, oferece um dos funcionários da escola de samba Tradição, enquanto entrega uma garrafa d’água para a mais nova dirigente da agremiação, Raphaela Nascimento, de apenas 23 anos. Em agradecimento, ela aponta um sorriso tímido e confessa que o maior desafio desde que ocupou o cargo, há poucas semanas, é ser chamada de presidenta. “Encaro uma reunião com um monte de gente, mas esse negócio ainda é estranho”, brinca a jovem.

Neta do lendário Natal da Portela, Raphaela garante que tem experiência de sobra para a nova missão e afirma que sua grande motivação é o retorno da escola para o Grupo Especial, lugar que não ocupa há dez anos.

Poderosa e humilde%3A Raphaella diz que sabe comandar%2C mas dispensa os salamalaques presidenciaisEstefan Radovicz / Agência O Dia

Mesmo com a voz mansa e o corpo digno de rainha de bateria, posto que ocupou nos últimos três anos na Tradição, Raphaela impõe respeito em seus funcionários. “Aqui todos me tratam profissionalmente. Muitos me viram crescer e conhecem a história da minha família. Por isso sabem que o trabalho é sério e confiam em mim”, declarou.

Parte do respeito que conquistou na escola, ela agradece a seu pai, o então dirigente e atual presidente de honra da Tradição, Nésio Nascimento. Foi dele a decisão de colocar a jovem no novo posto. “Já vinha preparando a Raphaela há quatro anos e agora senti que ela está pronta. Minha filha tem um futuro brilhante”, aponta Nésio, que até hoje se inspira nos conselhos do pai, Natal da Portela.

“Ele me ensinou muito de Carnaval e sempre me deixou com os pés no chão. Espero que ela (Raphaela) siga os mesmos passos”, completou. Com toda pompa, a posse da nova presidenta será com uma festa, no dia 28, na quadra da escola, que atualmente também é casa de show. Todas as agremiações foram convidadas, e a lista já chega a 400 pessoas. “Nem sei se vai caber tanta gente na quadra”, brincou Raphaela. O seu primeiro decreto foi renovar o quadro da direção, com 37 novos funcionários, mantendo apenas 20 antigos. “Dei oportunidade para os jovens também. Quero que seja desafio para todo mundo”.

?'De manhã faço a faculdade. Até agora, está dando para conciliar'

?Quando assumiu o posto de presidenta, Raphaela precisou mudar completamente sua rotina. Estudante universitária de design de moda e prestes a se formar, a jovem precisou estipular horários para cada tarefa. “De manhã faço a faculdade, depois vejo o que tenho da escola e volto para os trabalhos da faculdade. Até agora está dando para conciliar”, declarou Raphaela.

Nos dias em que há alguma reunião na quadra, como a da última semana, em que esteve com 90 componentes, a presidenta deixa a mãe desesperada. “Ela fica preocupada de eu ter que sair tarde da noite para casa, mas não tem muito o que fazer, é meu trabalho”, explicou.

Filha de peixinho%3A Nésio diz que a herdeira tem um futuro brilhanteEstefan Radovicz / Agência O Dia

Experiente no assunto, Nésio garante que a filha ainda vai sentir muito a mudança na rotina. “Eu nem dormia na minha época de jovem. Era muita responsabilidade. Sem contar os eventos em outras escolas que aparecem quase toda semana e você tem que ir”, entregou Nésio, que precisou adiar os planos de ganhar um neto. “É meu sonho, mas nem a Raphaela e nem o Rodrigo (Nascimento, seu outro filho, de 21 anos, e vice da escola) vão me dar um tão cedo. Mas quando vier, e se gostar de Carnaval, vai entrar para escola também”, contou.

A Tradição foi fundada em 1984 por familiares de Natal da Portela, como Nésio que ficou na presidência até o começo de 2015. A escola já teve grandes nomes assinando seus desfiles, como a carnavalesca Maria Augusta, que conquistou o título de campeã em 85 e 86. O sambista João Nogueira também passou pela agremiação como intérprete. Neste ano, na Série B, a escola conquistou o 4º lugar.

Últimas de Carnaval