Neguinho da Beija-Flor vive dia de puxador na Mocidade

Intérprete da Beija-Flor ganhou cachê em Padre Miguel,mas perdeu com samba ruim

Por O Dia

Rio - O fim de semana de disputa de samba nas quadras das escolas do Grupo Especial foi marcado por cenas inéditas. E inusitadas. A Grande Rio contou, na madrugada de domingo, com a presença do craque Neymar. Acusado de dever R$ 188 milhões ao Fisco, o atacante também devia uma visita à quadra da escola que homenageará a cidade de Santos. Mas esta dívida ele pagou.

Neymar, aliás, não parecia preocupado com o escândalo envolvendo seu calote aos cofres públicos. Estava lépido e fagueiro ao coroar a atriz Paloma Bernardi, nova rainha de bateria da escola, que escolheu o samba da parceria de Márcio das Camisas para levar ao Sambódromo em 2016.

Cantor viveu dia de puxador na Mocidade, mas perdeu com samba ruimAlexandre Brum / Agência O Dia

“Estou muito feliz com essa homenagem da escola, de falar de Santos. Tenho muita honra de ter feito parte da história do Santos, que também consagrou outros craques”, disse Neymar, ao site ‘Carnavalesco’.

Em Padre Miguel, quem roubou a cena na madrugada foi Neguinho da Beija-Flor. No ano em que comemora 40 anos de desfile, a estrela da escola de Nilópolis recebeu gordo cachê e defendeu pela primeira vez um samba de outra agremiação, na semifinal da Mocidade.

Mas se o cantor era de primeira, a composição era de quinta categoria. E foi eliminada da disputa, que termina sábado que vem. Na União da Ilha, a disputa terminou ontem mesmo. E quem ganhou foi a parceria de Marquinhus do Banjo. Na Estácio de Sá, Edson Marinho & Cia saíram vencedores. Na Beija-Flor, Marcelo Guimarães e parceiros levaram a melhor.

Nesta semana saem os últimos vencedores. Sexta será a vez da Portela. Sábado, além da Mocidade, São Clemente e Unidos da Tijuca definem seus hinos para 2016. E na segunda-feira, dia 19, a Imperatriz Leopoldinense.