Multa de R$ 510 por xixi na rua inibe mijões

Desde agosto de 2015, a prefeitura aumentou o valor da punição para quem usa as ruas do Rio como banheiro

Por O Dia

Rio - Se para muitos é difícil controlar a vontade, agora os mijões têm um incentivo a mais: desde agosto do ano passado, a prefeitura aumentou o valor das multas para quem usa as ruas do Rio como banheiro.  A medida vale desde 2014, mas a multa aplicada era de R$ 185, mesmo valor cobrado para quem joga lixo no chão, mas a reincidência fez com que a prefeitura aumentasse a penalidade.

“De 2014 para 2015 teve uma grande redução”, aponta o secretário municipal de Ordem Pública, Leandro Matieli Gonçalves. O intuito da lei é proibir quem poderia fazer suas necessidades fisiológicas em outros locais usarem as vias públicas e não punirá moradores de rua.

A fiscalização de quem urina ou defeca na rua é feita por agentes do programa ‘Lixo Zero’, assim como quem joga lixo na rua. Quem for pego e não pagar a multa poderá ter seu nome incluído no cadastro de inadimplentes do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Prefeitura espera 5 milhões de foliões

O Rio de Janeiro deve receber cerca de 1 milhão de turistas para o Carnaval, injetando aproximadamente R$ 3 bilhões na economia da cidade. A estimativa foi anunciada ontem pelo secretário municipal de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, durante apresentação do planejamento operacional do Carnaval de Rua 2016. No domingo de carnaval, 11 navios devem atracar no porto do Rio. 

Pedido do MP é para barrar grandes blocos, com patrocínio, que não tenham autorização dos bombeirosFoto%3A Fabio Gonçalves / Agência O Dia

Segundo o secretário, cerca 5 milhões de foliões devem brincar o Carnaval nos 505 blocos e 650 desfiles programados. “São números olímpicos. Mostra um Carnaval forte, que injeta recursos na economia em um momento difícil do Brasil.” Serão disponibilizados 25,5 mil banheiros químicos, aumento de 2.832% em relação a 2009, quando foram montados 900. Para Antônio Pedro, o número de banheiros químicos será suficiente.

Justiça barra blocos patrocinados sem autorização dos Bombeiros

Os desfiles de blocos de Carnaval nas ruas do Rio começam oficialmente hoje com quatro cortejos autorizados no Centro e na Zona Portuária. Na véspera da abertura do calendário da prefeitura, no entanto, foi publicada decisão da Justiça que pode barrar alguns blocos. 

A medida foi pedida pelo Ministério Público e obriga a prefeitura a não conceder autorização para desfiles de blocos que recebam patrocínios, sem que os mesmos tenham obtido prévia autorização do Corpo de Bombeiros.

Em caso de descumprimento, foi estipulada multa mínima de R$ 100 mil à prefeitura por desfile não autorizado. O secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, afirmou, no entanto, que não cabe à prefeitura regular os blocos de rua. “A prefeitura organiza a cidade para os blocos e não os proíbe de sair no Carnaval”, afirmou.

Segundo ele, blocos de rua são manifestações culturais populares, que têm direito resguardado pela Constituição. Por enquanto, a agenda dos desfiles continua valendo. O secretário disse que a prefeitura ainda não recebeu a notificação e, quando isso ocorrer, decidirá o que fazer.

A presidente da Sebastiana (Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro (Sebastiana), Rita Fernandes, ficou perplexa com a situação. “Essa decisão veio em cima da hora, sem ter nenhuma conversa. Querem mudar as regras do jogo, é um absurdo isso!”, desabafa Rita, acrescentando que o MP não compareceu às discussões sobre a organização do Carnaval. “Estamos abertos ao diálogo, fazemos o convite, mas eles não comparecem”, diz.

O MP informou que o objetivo é assegurar a manutenção da ordem pública e o respeito à segurança. Já o Corpo de Bombeiros não soube informar o número de blocos já licenciados, por se tratar de um trabalho feito por cada batalhão em sua respectiva área. Para receber a licença, os blocos tem que providenciar extintores de incêndio e ambulâncias, além de apresentar atestados emitidos por engenheiros e arquitetos sobre a segurança de equipamentos de som e trios elétricos.

ROTEIRO DAS RUAS

HOJE

Liga de Blocos e Bandas da Zona Portuária - concentração: Praça da Harmonia, Gamboa, centro do Rio. Início: 18h.

Bloco Independente do Morro do Pinto - concentração: Rua Farnese 83, Santo Cristo, centro do Rio. Início: 17h.

Bloco Eles Que Digam - concentração: Travessa São Diogo, Santo Cristo, centro do Rio. Início: 18h.

Bloco da Saara - concentração: Rua Tomé de Souza, entre a Av. Presidente Vargas e a Rua da Alfândega, centro do Rio. Início: 15h.

AMANHÃ

Bloco Vai Tomar no Grajaú - concentração: Av. Engenheiro Richard, esquina com Rua Mearim, Grajaú, zona Norte do Rio. Início: 18h.

Bloco Só Caminha - concentração: Largos dos Leões, Humaitá, zona Sul do Rio. Início:14h.

Bloco Se Deixar Eu Boto - concentração: Rua Dr. José Thomás, 920, Pavuna, zona Norte do Rio. Início: 17h.

Bloco Bigode Esticado - concentração: Rua Dias da Cruz 255, Méier, zona Norte do Rio. Início:15h.
Bloco Sangue Bom - concentração: Praça Major Aderbal Costa, Inhaúma. Início: 10h.

Bloco Xodó da Piedade - concentração: Rua Silvana Piedade, zona Norte do Rio. Início: 18h.

Banda Cultural do Jiló - concentração: Rua Pinto de Figueiredo 26, Tijuca. Início: 14h.

Unidos da Rego Barros - concentração: R. Rego Barros, Santo Cristo, centro do Rio. Início: 17h.

QUARTA

Bloco do Tião dos Embaixadores da Folia - concentração: Av. Gomes Freire 533, Lapa, centro do Rio. Início: 17h.

Reportagens de Tassiá di Carvalho e da estagiária Marcelle Abreu

Últimas de Carnaval