Paradinhas da bateria da Estácio de Sá sacodem a Sapucaí

Escola abriu a primeira noite de desfiles do Grupo Especial homenageando São Jorge, o santo guerreiro

Por O Dia

Rio - Primeira escola a desfilar, a Estácio de Sá levou para a Avenida a história de São Jorge. Ajudada pela força do tema, a agremiação, que estava fora do Grupo Especial há nove anos, abriu a maratona da elite do Carnaval em grande estilo.

GALERIA: Estácio de Sá leva São Jorge à Sapucaí

Paradinhas da bateria sacudiram o SambódromoJoão Laet / Agência O Dia

Na abertura, o ator Jorge Fernando, após cinco anos afastado dos desfiles, veio como o homenageado em uma versão bem humorada, sobre uma bicicleta. Esbanjando alegria, ele foi bastante aplaudido pelo público.

A comissão de frente, coreografada por Márcio Moura, veio representando o duelo do bem contra o mal. Na avenida, figurantes fantasiados de centuriões duelaram contra criaturas imaginárias.

O grupo impressionou ao usar um tripé gigante, com cerca de 2,5 metros, representando São Jorge. Diante da cabine dos julgadores, a escultura se movimentava e matava o dragão.

Criadas pelo experiente carnavalesco Chico Spinoza, Amauri Santos e Tarcísio Zanon, as alegorias contaram o tema com bastante clareza. Nas fantasias a escola caprichou no uso de materiais que davam luxo ao figurino.

Comissão de Frente representou o duelo do bem contra o malJoão Laet / Agência O Dia

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcinho e Alcione, estreou no Grupo Especial e não deixou se abater pela pressão. Com um belíssimo figurino, a dupla mostrou entrosamento.A passagem da bateria de mestre Chuvisco foi um dos pontos altos da apresentação. Fazendo diversas paradinhas os ritmistas sacudiram a Avenida. À frente do grupo, a rainha Luana Bandeira, uma das poucas rainhas de comunidade, inovou ao 'cuspir' fogo.

Estácio de Sá levou o enredo sobre São Jorge no seu retorno ao Grupo EspecialJoão Laet / Agência O Dia

O único grande problema foi uma falha de evolução. Os integrantes tiveram dificuldade de acoplar os carros do abre-alas, o que fez com que a escola iniciasse o desfile bem devagar. Após o encaixe, a evolução melhorou.