Grande Rio não mantém arrancada e se compromete em diversos quesitos

Escola apresentou problemas de evolução. Alegorias eram pequenas e de difícil compreensão

Por O Dia

Rio - A Acadêmicos do Grande Rio foi a quarta escola a desfilar na noite do domingo de Carnaval. O desfile teve uma ótima abertura por conta da comissão de frente e do casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola. Mas o nível não foi mantido no restante da passagem. Com falhas em harmonia, enredo e evolução, a escola comprometeu o restante de sua noite. Trazendo o enredo "Fui no Itororó, beber água, não achei. Mas achei a bela Santos, e por ela me apaixonei", a tricolor de Caxias fez sua passagem pela Sapucaí em 81 minutos.

Confira a galeria de fotos do desfile da Grande Rio

Comissão de Frente

A comissão de frente da Grande Rio foi, sem dúvidas, a melhor atração do desfile. O belíssimo trabalho feito pelos comandados de Priscilla Mota e Rodrigo Neri, em apresentação que durou cerca de 2:40 minutos, representava o sonho de criança de Pelé se passando na fonte do Itororó. O ápice da apresentação era quando uma bola gigante se inflava e um Pelé, já adulto, fazia sua performance, levantando o público e ganhando muitos aplausos de todos os jurados.

Escola apresentou problemas nas alegorias%2C consideradas de difícil compreensãoCarnavalesco

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Em seguida, foi a vez de Daniel Werneck e Verônica Lima darem sequência à boa arrancada da Grande Rio. Descendo de uma carruagem e representando Dom Pedro na companhia da Marquesa de Santos, o casal da escola fez uma passagem segura e sincronizada pela Sapucaí. A dupla se exibiu diante de cada cabine dos jurados durante, em média, dois minutos. Vale exaltar o canto do samba inteiro por parte da porta-bandeira.

Escola de Caxias não empolgou e pode amargar má colocaçãoAndré Mourão / Agência O Dia

Harmonia e Samba

O samba-enredo da escola de Caxias não funcionou muito bem. Apesar de todo o esforço de Emerson Dias e todo o carro de som da Grande Rio, os componentes não se contagiaram muito e, em grande parte do desfile, o que se viu foram alas que mesclavam integrantes que cantavam bem o samba e outros que tentavam fazer uma mímica sem sucesso. Como exceções positivas, destacaram-se as alas "Os Imigrantes", "Solo Sagrado da Vila Belmiro" e "A Emocionante torcida do Santos.

Enredo

O enredo da escola teve, em sua maioria, uma certa facilidade de leitura. No entanto, por conta de fantasias muito parecidas em sequência, houve dificuldade dessa leitura em alguns momentos, como entre as alas "O Trem" e "O Bonde" ou "Orquidário" e "Aquário e Tartarugas", por exemplo. Além disso, ficou confusa a alegoria "O patriarca da Independência e a representação sobre a escravatura", que trazia uma homenagem a José Bonifácio, grande defensor da abolição da escravidão e era, de uma maneira cênica, puxada por... Escravos.

Escola de Caxias não empolgou e pode amargar má colocaçãoAndré Mourão / Agência O Dia

Evolução

A escola também não teve uma boa evolução diante da cabine. Apesar do ritmo do desfile não ter sofrido muito, pôde se observar um breve momento de passos acelerados dos componentes na altura dos 60 minutos de desfile. Além disso, vale destacar negativamente os primeiros três setores da escola no sentido de atrapalhar os componentes em executar uma boa evolução.

Pôde ser visto integrantes das alas "Brás Cubas, o Fundador" e "Mercadorias do Porto" passando mal de calor e sendo socorridos pelos bombeiros de plantão durante a passagem da escola por, pelo menos, dois módulos. Além disso, muitas baianas da escola também sofreram. Apesar da fantasia da ala ser muito bonita, era visível que o peso estava incomodando muitas componentes.

David Brasil, colunista do Meia, foi um dos destaques da Grande RioAndré Mourão / Agência O Dia

Fantasias

Fora os problemas citados, vale observar a melhora nas fantasias a partir do quarto setor de desfile. Se os três anteriores tivessem seguido o estilo, ajudaria, no mínimo, a escola a ter uma evolução melhor. Positivamente, vale destacar a ala "Carregadores de Café e Meretrizes", com belas fantasias e uma interessante interpretação, e a ala "Clube do Remo", evoluindo com muita alegria pela passarela.

Alegorias

A qualidade das alegorias também deixou a desejar. Não por problemas de acabamento, mas por carros pequenos, que tinham uma difícil leitura, como em "Um Gigante em Campo" e "Desembarquei no Porto da Felicidade".