Por paulo.gomes
Rio - As homenagens aos cantores Maria Bethânia e à dupla Zezé Di Camargo e Luciano pelas escolas Mangueira e Imperatriz Leopoldinense no último dia do desfile do Grupo Especial na Marques de Sapucaí, domingo, atraíram uma longa lista de famosos para a avenida, grandes amigos dos homenageados.
Encantadora%2C Maria Bethânia%2C esbanjou charme no alto do último carro alegórico da Verde e RosaAndré Mourão / Agência O Dia

Para prestigiar a irmã, Caetano Veloso veio como destaque no carro Abelha Rainha, arrancando aplausos do público. Também em destaque vieram os cantores Ana Carolina, Adriana Calcanhoto e Zélia Duncan, o compositor Moacyr Luz, além da diretora de teatro Bia Lessa, que já dirigiu vários espetáculos de Bethânia.

Caetano Veloso empolgou à frente de um carro com outros artistas na MangueiraAndré Mourão / Agência O Dia

A verde e rosa também trouxe para a avenida Carolina Dieckmann, Aílton Graça e Cauã Raymond. O galã arrancou suspiros das mulheres vestido com um terno rosa. “É uma honra poder representar a Verde e Rosa”, destacou o artista, que desfilou no chão, ao lado das passistas da escola.

A lista de famosos da Mangueira concorreu com a da Imperatriz Leopoldinense, que atraiu outro batalhão de famosos com a homenagem à dupla sertaneja. Vieram em destaque na escola os cantores Chitãozinho e Xororó, Paula Fernandes e Alexandre Pires. A escola trouxe ainda os atores Angelo Antonio e Dira Paes, que repetiram na Sapucaí o papel do Seu Francisco e Dona Helena, pais de Zezé Di Camargo e Luciano que interpretaram no cinema no filme “Dois Filhos de Francisco”.

A simpatia de Cauã Reymond foi um dos destaques da MangueiraAndré Mourão / Agência O Dia

Conhecida por atrair celebridades para a Sapucaí, a Grande Rio, que contou a história do Santos em seu enredo, com homenagens a Pelé e Neymar Jr., não conseguiu trazer os dois atletas para o desfile. O destaque reservado para o atleta do Barcelona foi ocupado pelo seu pai Neymar. Mas a escola esbanjou beldades, como Ana Hickmann e Monique Alfradique.

Namorada de Zezé foi coadjuvante?

Acabou o mistério! Graciele Lacerda desfilou pela Imperatriz Leopoldinense, escola que homenageou a dupla Zezé Di Camargo & Luciano, segunda-feira. A polêmica se ela iria ou não entrar na Sapucaí começou após boatos que Wanessa e Camila, filhas de Zezé, não concordariam que a namorada do pai estivesse no desfile devido a presença de Zilu. O próprio cantor avisou, por meio de sua rede social, que a namorada não estaria presente no desfile.

Várias etapas da história de Zezé Di Camargo e Luciano foram contadas em alegorias pela ImperatrizAndré Mourão / Agência O Dia

A gata não só passou pela passarela do samba, como roubou a cena com uma fantasia pequena. Ela foi destaque de um carro que representava um milharal. “Sempre soube que ia desfilar, não existia essa possibilidade de eu não desfilar. O suspense que aconteceu, na verdade, foi feito para tirar o foco de mim”, disse. A morena saiu em um carro diferente dos familiares. Além disso, ela também entrou na concentração separada dos demais.

Mas Graciele não escapou das alfinetadas de Wanessa Camargo. A cantora disse que sua mãe era a protagonista da noite. “Estou preocupada com a minha mãe porque ela, sim, é a grande protagonista dessa história”. Zilu concordou com a filha. “Não tem como descrever o que estou sentindo, afinal é minha história sendo contada. Passei o dia ansiosa, não sei como vai ser na Avenida”.
Publicidade
Graciele respondeu a provocação. “Somos todos coadjuvantes. Os protagonistas dessa festa são Zezé e Luciano”. Tranquila, ela ainda revelou que preza pela união familiar. “Se Deus quiser, a tendência é que tudo isso acabe e prevaleça a felicidade, a união”.